• Postado por Tiago

“A Superintendência do Porto de Itajaí, Portonave S/A – Terminais Portuários de Navegantes -, APM Terminals/Teconvi – Terminal de Contêineres do Vale do Itajaí – comunicam à comunidade portuária que chegou ao seu término o contrato entre Portonave, APM Terminals/Teconvi e a empresa Bandeirantes Dragagem e Construção Ltda., que estabelecia a retirada de volume estimado de 300 mil metros cúbicos de sedimentos existentes no canal externo de acesso ao Complexo Portuário do Rio Itajaí.

Como o serviço não foi plenamente concluído dentro do prazo estabelecido pelas empresas contratantes, está sendo discutido, dentro dos termos do contrato, os volumes efetivamente dragados, por meio de levantamentos batimétricos sendo realizados pela empresa Coastal Planning, fiscal contratada da obra, e os motivos pelos quais a empresa Bandeirantes Dragagem e Construção Ltda.  parou de operar em 08 de julho, sem que o volume total contratado tenha sido completado.

Neste meio tempo, enquanto outra solução de dragagem de aprofundamento seja encontrada, seja pela renegociação do contrato com a empresa Bandeirantes ou pela contratação de outra empresa, que possa mobilizar equipamento no curto prazo, a Superintendência do Porto estará disponibilizando a Draga Iguazu para efetuar serviços de manutenção, com ganho de profundidade tendo como meta onze metros.  O resultado desse esforço técnico será devidamente comunicado aos parceiros operacionais do Complexo Portuário, bem como para a imprensa em geral, assim que dados técnicos estejam disponíveis.”

Itajaí, 17 de julho de 2009.

Eng.  Antonio Ayres dos Santos Júnior – Superintendente do Porto de Itajaí

Osmari de Castilho Ribas – Superintendente Administrativo do Portonave

Walter Joos – Superintendente do Teconvi.

  •  

Deixe uma Resposta