• Postado por Tiago

O conselho de Autoridade Portuária de Itajaí acatou a proposta da direção do porto para a criação de uma tarifa especial para serviços de transbordo. Além de diminuir em 50% o preço das tarifas, o armazenamento das mercadorias será gratuito por um período de dez dias.

A ideia, diz Robert Grantham, diretor comercial do porto de Itajaí, é abocanhar um filão de mercado que tem grande demanda e pouca oferta no país. A medida não é original, mas ainda é pouco praticada no Brasil. “Nosso grande concorrente hoje, no transbordo, é o porto de Rio Grande e ele faz isso de forma agressiva”, afirmou ao DIARINHO.

O que é o transbordo

Muitos armadores que têm linha em Itajaí e vão para a África ou a Europa possuem mercadorias que estão em outros portos brasileiros, como o de Rio de Grande, no vizinho estado gaúcho, por exemplo. Por isso, têm um gasto grande em deslocar a carga para Itajaí, pagando tarifas como se fosse um produto importado, além de arcar com os custos de armazenagem e embarque. “Com a tarifa especial do transbordo, eles botam sua carga num navio de cabotagem [que navega apenas na costa brasileira], trazem pra cá e podem exportá-la a um custo menor”, explica Grantham.

  •  

Deixe uma Resposta