• Postado por Tiago

INTERNA_abre-esquerda_obras-no-cais-do-porto-de-itajai---foto-Felipe-VT-27

Superintendente recebeu a licença todo prosa

Se vai ter grana ou equipamento pra se fazer o trampo ninguém sabe, mas a licença ambiental pra dragagem de aprofundamento do canal de acesso e bacia de evolução do porto de Itajaí já foi liberada pela fundação do meio ambiente do estado (Fatma). O documento foi entregue ontem em mãos pelo presidente da Fatma, Murilo Flores, e permite que a Secretaria Especial de Portos (SEP) comece ainda neste ano o processo licitatório pros serviços que serão realizados no ano que vem.

A licença permite o aumento da profundidade do canal de acesso ao complexo portuário do rio Itajaí-Açu de 11 para 14 metros. A obra permitirá a operação de navios com até 300 metros de comprimento, 40 metros de largura e 13 metros de calado. Os estudos de engenharia, meio ambiente e viabilidade técnica-econômica que permitiram a obra foram custeados pela Portonave.

O projeto de aprofundamento prevê a retirada de cerca de 6 milhões de metros cúbicos de sujeira do fundo do rio e a derrocagem de laje de quase 29 mil metros cúbicos, localizada nas proximidades do canal externo. A previsão é de que até o fim do ano que vem tudo esteja nos trinques pra receber navios gigantões.

Lucro bilionário

A superintendência do porto peixeiro informou que cada centímetro a mais de profundidade do rio permite a entrada de mais 60 toneladas de cargas por navio. Os três metros que serão aumentados representarão 18 mil toneladas por embarcação que entrará no complexo portuário, o que representa cerca de 720 contêineres por navio. Com a profundidade de 14 metros, a esperança é que o lucro seja cerca de R$ 1,2 bilhões por ano.

  •  

Deixe uma Resposta