• Postado por Tiago

Os moradores do bairro Itaipava, em Itajaí, não sabem mais o que fazer pra se livrar da bandidagem que tá atacando a região. Em 10 dias foram registrados cinco assaltos no bairro e o principal alvo dos mequetrefes são os bares e restaurantes. A última vítima foi a lanchonete Maninho, na avenida Itaipava, que teve um baita preju com a ação dos assaltantes, que invadiram o local armados de revólver. Indignada, a dona da lanchonete procurou o DIARINHO pra pedir mais policiamento. O coronel da polícia Militar, Humberto Márcio Garcia, explica que hoje as rondas no bairro são realizadas dia sim, dia não.

O atraque no Maninho Lanches aconteceu perto do horário de saída do colégio Celso Mafra, às 22h30. Os bandidos não se intimidaram com a grande quantidade de clientes fazendo uma boquinha na área externa e meteram o assalto. Armada com um trabuco, a dupla mandou todo mundo entrar pra fazer a limpa.

Durante o assalto os bandidos chegaram a meter a mão nas fuças do dono da lanchonete, que resolveu se meter a machão. Os trastes se mandaram em uma motoca que deixaram escondida. Os milicos acreditam que os vadios podem ser do próprio bairro.

A comerciante, que preferiu não se identificar com medo da bandidagem, disse que está preocupada porque o bairro sempre foi calmo. A mulher informou que a polícia até não demora a chegar quando chamada. A reclamação é que os milicos só aparecem quando são chamados. “É muito difícil a gente ver carros da polícia. O bairro precisa de mais segurança para evitar novos assaltos. Pelo menos na hora da saída do colégio”, lasca. O coronel Humberto explica que a falta de efetivo dificulta que as baratinhas apareçam mais vezes na Itaipava, que fica afastada do centro da city.

  •  

Deixe uma Resposta