• Postado por Tiago

INTERNA_12_abre_zé-brodinho-no-limoeiro-_foto-hermione-granger-(4)

Comunidade reclama pro Zé Brodinho que tá ilhada no alto do morro

O repórter Zé Brodinho teve uma missão complicada para resolver na manhã de sábado: subir a ladeira Manoel Dário Custódio, no Limoeiro, em Itajaí. Nem com reza braba o Zé conseguiu chegar no alto da rua de carango e praticamente teve que escalar o local. O problema é que a rua anda tão esburacada e cheia de cascalho e lama que ninguém consegue passar por aquelas bandas. Essa é a principal reclamação dos moradores que têm casa em cima do morro do Limoeiro e apelaram pro Zé Brodinho pra denunciar o descaso das otoridades.

A alegação da prefa, dizem os moradores, é que aquela é uma ocupação ilegal. ?Isso é um absurdo, nós temos escrituras dos terrenos, estamos todos legalizados?, afirmou a operária Elisângela Garcia Santos, que mora há quatro anos do local. Os moradores exibem a documentação dos lotes e juram de pés juntos que seus terrenos estão legalizados.

Elisângela contou que desde a época da enchente, em novembro do ano passado, a prefa não vai lá dar uma olhada na buraqueira da rua. ?O prefeito nunca se interessou pela nossa situação?, lascou.

A ladeira cheia de cascalho prejudica o acesso de serviços básicos, como o correio, gás e as entregas de compras dos mercados. Os moradores são obrigados a descer no pé do morro para pegar as contas ou as mercadorias.

O desespero da galera é tão grande que eles até propõem uma parceria com a prefa.?Se eles entrarem com a mão-de-obra, a gente faz uma vaquinha e pagamos o material?, propõe José de Assis, que vive há um ano e meio na rua.

Vai bizolhar de perto

Tarcísio Zanelatto, secretário de obras da prefa de Itajaí, disse que não recebeu nenhuma reclamação dos moradores da rua Manoel Dário Custódio. O bagrão admite que conhece o problema da comunidade do Limoeiro e se comprometeu a ir pessoalmente dar uma bizolhada na situação. ?Os morros do Limoeiro estão em situação precária, mas o problema é que esse loteamento não é legalizado. Mesmo assim vamos ver o que pode ser feito?, prometeu Zanelatto.

  •  

Deixe uma Resposta