• Postado por Tiago

Moradores chamaram o Zé Brodinho pra reclamar da situação

Esgoto jogado a céu aberto e lamaçal na rua. Esse é o reclamo dos moradores do beco Vidal Claudino Martins, no bairro Santo Antônio, Balneário Piçarras. Eles chamaram ontem o repórter especial Zé Brodinho pra reclamar da situação e descer a lenha nos abobrões da prefeitura, que prometeram dar um jeito no problema e até agora não sicoçaram.

A comerciante Cleusa Freitas, 45 anos, diz que é obrigada a jogar o esgoto de casa no meio da rua. No beco não há nem mesmo tubulação para o escoamento da água das chuvas. O esgoto se junta com água acumulada da chuvarada que não para de cair na região e forma lagoas de lama em vários pontos. ?Isso aqui fica um cheiro horrível?, admite Cleusa.

O irônico é que no canto da rua existem vários tubos esquecidos. O material, contaram os moradores ao Zé Brodinho, foi comprado pelo povão que havia recebido dos abobrões da prefa a promessa de que o esgoto e o sistema de drenagem seria feito. ?A gente comprou, mesmo não tendo que fazer isso, e agora tão jogados. Alguns até quebrados?, bufa Vanessa Freitas, 25.

A família de seu Everaldo Domingos Serafim, 53, é a que mais sofre com a situação. Toda vez que chove, o quintal dos Serafim alaga. ?Isso é culpa da prefeitura?, acusa o morador.

Prefa só vai ajudar os carentes

Rubens Batista Pereira, secretário de Obras da prefeitura das Piçarras, conta que nesta semana esteve na rua tentando resolver a pendenga. O problema, diz, é que somente o último morador do beco comprou a tubulação e a prefa não tem como bancar todo o material.

O secretário diz ainda que conversou com os moradores e a prefa irá bancar a parte do pessoal comprovadamente carente. Quem não provar que é durango, terá que ajudar na compra do restante dos tubos. Rubens afirma que tá esperando o pessoal se agilizar na compra dos materiais e ligar pra secretaria de Obras pra dizer que já dá pra começar a reforma na rua.

  •  

Deixe uma Resposta