• Postado por Tiago

O relatório de balneabilidade divulgado pela Fatma no final de semana é pra fazer a turistada respirar aliviada. Depois de várias semanas com o marzão contaminado e impróprio pra banho, as praias de Balneário Camboriú tão menos sujinhas. Somente em dois dos 14 pontos analisados o número de bichinhos do cocô encontrados nas amostras tá maior que o considerado seguro. Mas, pra quem gosta de um bom mergulho, é melhor correr. A prefa não sabe ao certo o que provocou a mudança e não tem nenhuma garantia de que o mar vá continuar limpo.

Pra dizer se um local tá próprio ou não pra banho, o pessoal da Fatma faz a contagem do número de bactérias escherichia coli achadas na água do marzão. O último relatório diz que só na lagoa de Taquaras e no Pontal Norte, na praia central, onde desemboca o canal do Marambaia, o número de bactérias tá acima do normal.

Os números são bem diferentes da semana passada, quando 10 pontos foram considerados impróprios pra banho. O secretário de Meio Ambiente (Semam), André Ritmann, diz que não teve nenhuma alteração na forma como a prefa lida com o problema, por isso é difícil saber o que mudou. “Uma coisa é certa. Chuvas fortes provocam alteração, até porque aumenta a quantidade de água doce no mar, e facilita a contaminação. Mas também acreditamos que possa ter alguma ligação irregular de tubulação de esgoto e pluvial”, palpita.

André diz que o problema tá sendo atacado em parceria pela Semam, empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) e secretaria de Saúde. Mas afirma que a solução não virá de uma hora pra outra. “Fica difícil mexermos na parte antiga de esgoto. Mas acreditamos que com a instalação da nova estação de tratamento o problema tende a melhorar”, comentou. A previsão é que a nova estação só comece a funcionar daqui a dois anos.

  •  

Deixe uma Resposta