• Postado por Tiago

A baladada e caríssima praia de Jurerê Internacional será a primeira da América do Sul a receber o selo ecológico Bandeira Azul. A certificação internacional é atribuída a praias e marinas que cumprem uma série de requisitos, entre eles, não ter cocozinho no mar, oferecer água de boa qualidade, assim como ter segurança e infraestrutura que possam garantir o desenvolvimento de ações de educação ambiental.

O selo será entregue ao prefeito Dário Berger no dia 29, em cerimônia impiçada marcada pro 2º Campanário Villagio Resort. Por coincidência, este é um dos empreendimentos que foi construído ao arrepio da lei em cima de área de preservação ambiental e um dos imóveis investigados pela operação Moeda Verde, aquela que jogou no fundo da jaula políticos e empresários famosões da ilha da Magia por causa do esquemão de troca de licenças ambientais por presentinhos.

Justamente na semana em que a prefa se gaba de receber o selo, a dona justa federal condenou o grupo Habitasul, dono do balneário de Jurerê, a pagar R$ 7,5 milhões de indenização por danos ambientais. O motivo foi a construção dos dois residenciais do empreendimento Arte Dell’Acqua. Este fica ao lado do 2º Campanário e, como aquele, ignorou a área de restinga.

O juiz Guy Vanderley Marcuzzo também colocou no rolo a prefa e a fundação do Meio Ambiente (Fatma). Cada uma terá que desembolsar R$ 100 mil por ter permitido que o empreendimento fosse erguido mesmo contrariando as leis. Pro juiz, os alvarás emitidos pela prefa são nulos. A Fatma bailou na jogada porque foi omissa na fiscalização. Deveria ter embargado a obra.

Vão recorrer

Os envolvidos em mais essa suposta falcatrua só vão se pronunciar sobre o assunto quando forem notificados. A procuradoria geral do município garante que irá recorrer da decisão. Vai pedir novo laudo ambiental porque a perícia judicial que comprovou alteração da estrutura física e química do solo, sumiço dos animais do local e detonação da vegetação nativa não convenceu os acusados. O grupo Habitasul também irá recorrer assim que for notificado da treta.

  •  

Deixe uma Resposta