• Postado por Tiago

demolicao-predio-do-caseca---bairro-fazenda-(3)

História do monstrengo horroroso da Fazenda terminou no fim de semana

Depois de duas décadas sem qualquer uso decente, o monstrengo do Caseca foi demolido. Os moradores do bairro Fazenda, em Itajaí, acordaram ontem com o falecido na chón. O terreno, que fica às margens da avenida Sete de Setembro, ganhará uma filial da loja Havan.

Os moradores da região comemoraram a demolição da estrutura abandonada. Pra comerciante Eliane Andrade, 41 anos, muitos problemas do bairro serão resolvidos. ?Ali só tinha andarilho e tranqueiras. Esperamos que agora com a Havan isso mude, gerando mais empregos e mais segurança?, acredita a comerciante.

Já pra advogada Regina Carvalho, 50, a instalação de uma nova empresa no local vai aumentar o desenvolvimento da city. ?Tava na hora de demolirem. O novo empreendimento vai movimentar a economia e dar mais segurança pra população?, diz. O desempregado Marlon Brandão, 26, espera se arregar com as mudanças. ?Isso que aconteceu foi uma maravilha. O prédio era abrigo pra mendigo, espero arrumar um trabalho lá?, fala Brandão.

Xuxa desabrigada

A única moradora do bairro que não gostou do enterro do monstrengo foi a cadela Xuxa. A vira-lata nasceu no prédio e morava lá há oito anos. Segundo Eliane, o bichinho anda cabisbaixo e tem dormido na calçada do seu bar. ?Ela tá triste, agora ela dorme debaixo do toldo. Todo mundo cuida dela aqui?, conta. A comerciante diz que durante o dia os mototaxistas dão água e o pessoal da agropecuária dá ração. De noite a galera do cachorro-quente também cuida.

Troquinho extra

Os pintores Márcio Silva e Claudemir Geinz, ambos com 29 anos, aproveitaram o domingo para fazer uma graninha extra. Eles se enfiaram nos destroços e retiram algumas barras de ferro, que seriam levadas para o aterro da empreiteira contratada, pra vender em várias cidades da região. ?Em tudo que é obra vamos retirar os ferros. A empreiteira nos avisa antes. Já temos encomenda de cidades como Rio do Sul, Tijucas, Floripa e São Joaquim?, diz Márcio.

O que rolou com o Caseca

O prédio abandonado foi ao chão graças a uma ação na dona justa do trabalho. Ex-funcionários de Paulo Caseca colocaram o empresário no pau pra receber o que tinham direito do ex-patrão. A justa deu ganho de causa aos trabalhadores e colocou o shopping na penhora, pra pagar as dívidas do empresário da construção civil. A Brashop, empresa que controla as lojas Havan, comprou o monstro e colocou tudo no chão pra construir mais uma filial da ?Casa Branca? brasileira. A empresa Joconte Fomento e participações entrou na justiça comum pra tentar impedir a demolição, dizendo que o terreno era dela. Até conseguiu adiar que as máquinas acabassem com tudo, mas, na semana passada, a justa do trabalho deu permissão pra demolir e aí não teve mais jeito. Tudo virou escombros.

  •  

Deixe uma Resposta