• Postado por Tiago

A leitora Alessandra Cardoso, 22 anos, é mais uma mãe que procura desesperadamente vaga em creches de Itajaí. Alessandra conta que foi em uma creche nos Cordeiros e a diretora contou que tinha 300 crianças na fila esperando um lugarzinho. A defasagem no número de vagas chega a três mil na city peixeira.

Alessandra teve bebê há oito meses. Há dois procura vaga pro filhotinho. O problema é que este ano voltou a trabalhar numa firma de exportação e precisa urgentemente de uma creche pra poder continuar no trampo. Por enquanto, a criança anda de rolo na casa da avó, que também trabalha, e nos dias de folga da irmã, que tem um salão de beleza. Nos outros dias da semana Alessandra paga uma moça pra ficar com o bebê, mas o custo pesa no orçamento familiar.

A coitada já foi até a secretaria de Educação da prefeitura pra ver se resolvia o problema, mas até agora nada. O que a deixa mais indignada é que não existe vaga em nenhuma creche da cidade.

Em entrevista ao DIARINHO, publicada no dia 16 de janeiro, a professora Maria Heidemann, chefona da Educação, admitiu que a questão das creches é o grande desafio da secretaria. A prefeitura, diz, vai criar oito unidades de educação infantil na cidade este ano.

  •  

Deixe uma Resposta