• Postado por Tiago

Um estacionamento na rua João Camilo da Rosa tá deixando dois moradores da praia Grande, em Penha, cabreiros. Isto porque o local chamou ainda mais farofeiros para a região e, com isso, acabou com a tranqüilidade da vizinhança. Lixo acumulado na areia da praia e som alto são algumas das queixas dos moradores. A prefa também tá na cola do dono do estacionamento. Isto porque o estacionamento não tem licença para funcionar e será lacrado ainda esta semana.

Os moradores contam que o estacionamento clandestino começou a funcionar um dia depois do Natal. Completamente desorganizado, ele acabou enchendo ainda mais a Praia Grande e a prainha do Poá de farofeiros. O povão, sem educação ambiental e respeito por quem mora por lá, vive deixando lixo espalhado pelas areias e fazendo um barulho infernal.

Esta semana a equipe de fiscalização da se secretaria de Planejamento da prefeitura teria ido duas vezes até o local onde fica o estacionamento, às margens da rua José Camilo da Rosa e à beira mar. Os barnabés, diz o fiscal Maurílio Pedro Leite, não encontraram ninguém responsável pelo local. Os fiscais ficaram de bizu e não demorou para aparecer um turista atraído pelas inscrições mal feitas no muro do terreno, indicando que ali funciona um estacionamento.

Maurílio Leite explica que para funcionar, além do alvará dos bombeiros, de abrir uma firma e de ter um termo de responsabilidade de cuidado dos carros, o proprietário ainda tem que requerer autorização da prefeitura através das secretarias de Planejamento e da Fazenda. Mas, afirma, não existe qualquer pedido na prefeitura para um empreendimento como aquele.

Como a fiscalização tentou por duas vezes contato com o responsável pra verificar se ele tinha alguma documentação junto aos bombeiros ou à polícia, e o cara não foi encontrado, esta semana o estacionamento será lacrado, informa Maurílio. “Se tiver alguém lá será lavrado o auto de infração”, explica ainda.

  •  

Deixe uma Resposta