• Postado por Tiago

Os desdentados de Balneário Camboriú têm uma chance de voltar a sorrir. A secretaria de Saúde do município pretende investir R$ 10 mil ao mês pra dar pererecas pros banguelas da city. O presentinho não vai ter custo nenhum pro povão. A única exigência é que o desdentado seja morador da cidade.

Os atendimentos e produção das próteses dentárias devem começar mês que vem. A consulta será feita com dentistas do centro Odontológico Integrado (COI) e as dentaduras serão produzidas num laboratório terceirizado. Pra bancar a produção dos moldes, a prefa vai investir cerca de R$ 10 mil por mês. “A prótese custa caro, R$ 500 em uma clínica particular”, conta o diretor do departamento de Saúde Bucal, Francisco Carlos Seeberg Aranha.

O dentista conta que, nesse mês, estão sendo feitos os cadastros dos pacientes. Pra ganhar a dentadura o sujeito tem que ser morador do balneário mais badalado do sul do mundo, ser cadastrado no sistema de saúde e provar que ganha pouquinho e não tem condições de bancar uma prótese com o dindim do seu salário.

Pra entrar pra lista dos desdentados, o interessado deve agendar uma consulta no COI, que fica na rua Ceará, no bairro dos Estados. “A ideia é fornecer a dentadura pra aquela pessoa que não teve condições de comprar nem a primeira”, explica o dentista.

Pro dotô, uma parcela da comunidade só tem meia dúzia de dentes na boca porque não procura os dentistas. Francisco acredita que os pacientes só buscam atendimento quando a dor no dente já está grande pacas e o problema não tem mais solução. “A gente tem que trabalhar com a prevenção e atingir a doença antes que ela aconteça”, relembra.

  •  

Deixe uma Resposta