• Postado por Tiago

CAPA-ABRE---Quiosques-por-Eder-Nascimento-(31)

Prefa demoliu quiosques no Gravatá e no centro

Máquinas da prefa de Navega pintaram na manhã de ontem, logo cedinho, em dois quiosques da city e colocaram tudo no chão. Os trambolhos destruíram os dois barecos na maior cara dura, sem avisar ninguém. A demolição foi uma determinação do Ministério Público Federal de Porto Alegre, que quer que a prefa revitalize toda a orla marítima da city. Os dois quiosques, do bairro Gravatá e do centro, estavam desativados e foram os primeiros a serem destruídos. Ano que vem, todos os demais comércios terão que sair da praia.

De acordo com o procurador geral dengo-dengo, Fabiano Zucco, a determinação do MPF chegou na tarde de quinta-feira. A ordem surgiu depois de um acordo entre a prefa, a Justa e o MPF no mês passado. A prefa, que foi condenada por permitir as ocupações em áreas de preservação permanente em cima de restinga e até de dunas, recebeu uma multa de R$ 500 mil no lombo. ?A ação corria há mais de 10 anos. Sendo que a maioria dos quiosques já está no local há mais de 20. Mas fizemos um acordo para revitalizar toda a orla em troca da multa?. Neste acordo, estava a retirada de todos os quiosques.

Como ninguém se mexeu durante o mês, o MPF enviou uma cartinha botando uma pressão e orientando a prefa a primeiro demolir os quiosques desativados e, no ano que vem, depois da temporada, todos os outros.?Todos eles vão receber uma notificação e terão 120 dias para sair?, explicou Zucco.

Uma licitação para contratar uma empresa que realize a revitalização e a recuperação ambiental da orla já está rolando. ?Acredito que, na próxima temporada, os novos quiosques feitos pela prefeitura já vão estar em funcionamento, seguindo todas as regras impostas, ? soltou o procurador.

Bafão

Quem não gostou nadica da decisão drástica da prefa foram os donos dos quiosques demolidos. ?Eles já estavam abandonados faz tempo. Era ponto de drogas?, lamenta Zucco. O procurador comentou que os proprietários tentaram impedir a demolição na manhã de ontem e até a PM precisou ser chamada para conter a muvuca. ?Eles se sentem agredidos, se sentem donos, mas está é uma área de Marinha, é federal. Não existe direito adquirido para isso?, mandou.

Questionado se os atuais donos terão alguma prioridade para a futura concessão dos quiosques construídos pela prefa, Zucco falou que isso é impossível de ocorrer porque a lei não permite. ?O que vamos fazer é ajuda-los a se qualificar para participar da licitação?, explicou.

  •  

Deixe uma Resposta