• Postado por Tiago

INTERNA-10-lateral---g---cuida-derruba-obra-(2)

Obra já tinha sido embargada mas proprietário insistiu no estrago

Barnabés do departamento de contenção de invasão urbana e degradação ambiental (Cuida), em Balneário Camboriú, derrubaram nesta semana uma obra que tava rolando no morro da praia de Laranjeiras, em área de preservação permanente. O ministério público pediu um relatório detalhado pra saber se não rolou corte de árvores. Se ficar comprovado dano ambiental, o dono da empreitada vai responder processo criminal.

A construção ficava em cima de um platô de rochas, na estradinha que leva de Laranjeiras ao teleférico. O mandachuva do Cuida, Artílio Catafesta, contou que a obra já tinha sido embargada pela secretaria de planejamento e o os fiscais da secretaria de meio ambiente tinham caneteado o responsável pela cagada. O valor da multa não foi divulgado.

Como a empreitada continuou, o remédio foi botar tudo na chón. ?Já tinham erguido uma casa de madeira lá, que foi derrubada. Agora tinham começado as fundações de uma casa de material?, disse. A construção seria de uma família de Florianópolis, que diz ser dona do terreno mas, de acordo com Artílio, não tem alvará na prefa.

Barnabés da secretaria de obras ficaram responsáveis por derrubar as fundações, com uma baita retroescavadeira. No local foram encontrados 300 tijolos e uma renca de materiais de construção.

Ontem, o chefão do Cuida levou o relatório da ação às mãos do promotor Ricardo Dell`Agnollo, responsável pelos cuidados com o meio ambiente na Maravilha do Atlântico. O dotô pediu que a prefa dê uma boa bizolhada na área pra ver se não foram cortadas árvores. ?A princípio, pelo relato, só fizeram uso do platô, e nesse caso o Cuida já tomou as providências. Mas se ficar comprovado o dano ambiental o ministério público poderá fazer um procedimento policial pra garantir a reparação?, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta