• Postado por Tiago

GERAL-9-ABRE-g---tubos-(2)

São 1,5 mil tubos pra dar conta do recado

A prefa de Camboriú começa, nesta semana, uma obra de drenagem pra tentar diminuir os alagamentos no centro da cidade. A instalação de 1,5 mil tubos vai custar aos cofres públicos 400 mil reales. Todo o trampo será bancado pela administração municipal.

O secretário de Saneamento Básico, Janir Francisco de Miranda, explica que serão colocados os tubos desde a rua Minas Gerais até o rio Camboriú, totalizando cerca de cinco quilômetros de tubulação. O abobrão considera a obra de grande porte e diz que o custo do trampo tá dentro do previsto pela prefa.

A novo sistema de drenagem começa no finalzinho da rua Minas Gerais, na esquina com a rua São Paulo. De lá, segue pela rua Porto Alegre até a rua Joaquim Agostinho Vieira e se liga com a principal avenida da região, a José Francisco Bernardes, até desembocar no rio Camboriú.

Pela previsão do secretário de Saneamento Básico, a obra deve ajudar a escoar a água que se acumula nas ruas Francisco Barreto, Pedro Sadi Junior e Cinco de Abril ? ­paralelas à rua José Francisco Bernardes ? nos dias chuvarada. Janir acredita que, depois de instalados os tubos, cerca de 80% dos casos de alagamento do centro da cidade estarão resolvidos.

Os tubos têm entre meio e um metro de diâmetro pra dar conta da vazão da água. Por lá, hoje não existe sistema de escoamento das águas da chuva e toda vez que São Pedro abre as torneiras, deixa as vias inundadas. ?Em todas as enxurradas a água acumula naquela região. Com a obra, essa água não vai mais passar por esse caminho e irá ter onde desembocar?, garante o abobrão.

O trampo será feito pela empresa Raimondi, de Itajaí, que terá dois meses pra entregar tudo nos trinques. Enquanto a obra rolar, tubos ficarão espalhados pelas ruas, atravancando a passagem do povão. ?Não podemos fazer a omelete sem quebrar os ovos?, disse o secretário.

  •  

Deixe uma Resposta