• Postado por Tiago

GERAL-10-BASE-Cachorros-nas-Praias..

Cachorrada da Penha não pode ultrapassar o calçadão

A partir dessa semana, os agentes sanitários e fiscais da prefa de Penha estarão de zoio aberto nas praias da city pra verificar se tem animais perambulando pela areia e, principalmente, emporcalhando a orla da Capital do Marisco. O objetivo é evitar a transmissão de doenças causadas pelos vermes dos cocôs da cachorrada e até mesmo evitar que os dentuços ataquem alguém. Quem não respeitar a norma pode levar uma multa de até 13 mil reales.

A diretora da vigilância sanitária da Terrinha do Pirão, Célia Silva, falou que tava de cabelo em pé com tantas denúncias de animais soltos pela praia, que resolveu tomar uma atitude. Além dos cachorros, foram flagrados até cavalos dando um rolé pela areia. ?Esses animais podem transmitir doenças graves à população e não podemos permitir isso?, lasca a muié.

Além da instalação de placas proibindo animais na areia, fiscais da secretaria do Planejamento e da vigilância Sanitária vão orientar as pessoas que estiverem andando com os bichanos na orla pra que isso não ocorra mais. O aviso será dado num primeiro momento, mas se mesma pessoa for flagrada andando com o totó dinovo na praia, rola uma multa que varia de três a 154 unidades fiscais do município, no valor de R$ 90 cada uma. Se mesmo com a multa o dono folgado do bichinho insistir em emporcalhar a praia, o totó será recolhido.

Segundo Célia, estas medidas são necessárias para evitar uma porção de doenças, como bicho do pé e bicho geográfico. Os animais podem estar com estes parasitas no intestino e no próprio pelo, por isso o cuidado redobrado.

  •  

Deixe uma Resposta