• Postado por Tiago

A secretária de educação de Navegantes, Giovana Scaburi Kraisch, assumiu o cargo no começo do ano, mas não guentou o tranco. Pelo menos é o que diz o prefeito Roberto Carlos de Souza (PSDB), que a exonerou na noite de terça-feira. Ele decidiu assumir a pasta, ignorando a lei orgânica do município, que não permite que o prefeito ocupe uma secretaria.

“Ela é muito honesta e trabalhadora, mas infelizmente não conseguiu seguir o rumo que traçamos”, justificou. Desde a saída de Giovana, Roberto Carlos tá à frente da secretaria de educação. O prefeito falou que pretende ficar no cargo por 30 dias, pra dar uma guinada nos trabalhos. “Nós estamos com escolas em reforma e algumas coisas em atraso. Por isso eu decidi assumir a função temporariamente pra deixar tudo em ordem”, disse.

O prefeito falou que, por enquanto, não existe nenhum nome cogitado pra assumir a pasta. Questionado sobre a legalidade do chefe do executivo exercer duas funções, disse que não há nada que impeça, já que os secretários são o braço direito do prefeito. Mas não é o que diz o artigo 62 da lei orgânica do município.

O texto é bem claro e fala que é vedado ao prefeito municipal assumir outro cargo ou função na administração. A brincadeira pode custar um processo de improbidade administrativa no lombo de Bob Carlos.

  •  

Deixe uma Resposta