• Postado por Tiago

INTERNA_14_-rua-enlameada-em-itapema_leitora-(1)

Pra passar pelas ruas dos bairros precisa ser corajoso

Moradores do bairro Morretes e Jardim Praiamar, em Itapema, estão há um mês tendo que viver quinem porcos, chafurdando na lama. Isso porque as ruas das duas comunidades, que ficam na periferia da cidade, estão viradas num curral com tanta lamaceira. Na rua 456, uma das que mais sofre com o descaso da prefa, já teve caminhão que atolou e até morador que caiu de moto e simachucou feio por culpa do barreiro.

Ninguém consegue passar pelas ruas dos bairros sem cagar o pé no barro ou deslizar com as carangas. A sensação é que os dois bairros foram feitos para virar uma pista de rali. Na semana passada, uma moradora do Jardim Praiamar enfiou sua motoca no lamaçal, patinou e sofreu um baita tombo. Agora tá machucada e ainda tem que rebolar e muito pra conseguir caminhar.

O entrevero também rolou com o caminhão da coleta de lixo. O bruto passou pela região no começo da semana passada pra catar a porcariada do povão e ficou atolado. Um guincho teve que ser chamado pra tirar o monstrengo de lá.

A assistente administrativa S.M, 26 anos, reclamou ao DIARINHO que não guenta mais ter que deslizar na lama pra sair de casa e ir trabalhar. Diz que diapé fica com o barro na perna e de carango corre o risco de atolar feio. ?Pago imposto e sustento a cidade no verão e no inverno, mas a gente fica abandonado. O calçadão tá lindo pros turistas e a gente que paga imposto o ano todo mal consegue sair pra trabalhar?, lascou indignada. Pra ela, a prefeitura só cuida do centro e esquece os bairros, onde mora a maioria da população.

A leitora conta que procurou a prefa durante todos os dias da semana passada pra pedir providências, mas foi informada que falta material pra dar um jeito nas ruas.

Sem material e sem grana

A treta é confirmada pelo secretário de obras, Nélson Schneider. O abobrão diz que a prefeitura não tem macadame pra acabar com a lamaceira das vias. A polícia ambiental embargou a retirada do material do morro do Arraial, onde a prefa buscava o produto. O grampo rolou porque a prefa ainda não apresentou toda a documentação que autoriza a mexida por lá.

Enquanto a administração municipal corre atrás da legalização da papelada, tem buscado o macadame nas citys vizinhas. ?A alternativa seria a compra de material de Camboriú e Porto Belo, mas a secretaria de obras está sem dotação orçamentária?, sisplicou.

Como nenhuma das duas medidas tem dado certo, Nélson afirma que determinou aos peões que tapem a lamaceira com material de construção. ?Levamos o material de construção e passamos o rolo por cima pra amenizar o problema?, conta. Nos próximos dias, a enjambração deverá chegar aos bairros Jardim Praiamar e Morretes.

  •  

Deixe uma Resposta