• Postado por Tiago

INTERNA_10_coluna-direita_lama-praia-grande_foto-leitor-(2)

Lamaçal é por falta de pavimentação

O empresário João Vieira, 55 anos, até admite que a prefa de Penha tá no maior corre-corre realizando obras pra tudo o quanto é lado da cidade. O problema, reclama, é que na Praia Grande quase nada foi feito pela comunidade. ?É uma discriminação com a Praia Grande?, cutuca João, que é dono de um camping. Ele e outros moradores não guentam mais os problemas da rua Waldemar Werner, principal entrada da Praia Grande.

Além da buracada, quando chove forma-se um lamaçal quase intransponível. Um baita buracão numa das pontas da rua, que dá para o mar, mais parece o piscinão de Ramos.Quando dá sol o problema é com a poeira, que se espalha pela vizinhança. ?Os meus clientes reclamam muito. Têm carros que ficam cobertos de pó?, debulha. E completa: ?A Praia Grande é a melhor praia. E ainda dá acesso ao Poá que é uma das mais procuradas. Mas é a única praia que não tem acesso calçado?.

Luiz Carlos da Silva, 58, é dono do hotel Recanto das Águas, também na Praia Grande. Ele faz coro com o vizinho. ?Com a poeira e com a maresia, tudo vira um pirão?, brinca.

Seu Vitor Schultz, 62, proprietário do Residencial e Hotel Praia Grande, teve que tomar uma atitude por contra própria. Há 10 anos, ele mesmo fez o calçamento da rua, na frente de seu estabelecimento. ?A gente fez muita coisa pela região. Puxamos iluminação pública e lutamos para conseguir o calçamento da rua Quintino Olegário da Silva, que fica logo acima da beira-mar. Porque se esperar pela prefeitura, demora…?, critica.

Vão botar macadame

Reginaldo Waltrick, secretário de Planejamento da Capital do Marisco, diz que a rua Waldemar Werner está no cronograma de pavimentação deste ano. Mas não existe prazo e nem data para as obras começarem.

Alessandro Rubens da Silva, secretário de Obras, prometeu que em 20 dias a rua receberá um macadame britado e isso, garante, vai solucionar o problema de lama e poeira.

  •  

Deixe uma Resposta