• Postado por Tiago

INTERNA_17_base-esquerda_terreno-superfaturado-prefeitura-penha_foto-felipe-vt-(5) INTERNA_17_abre-esquerda_terreno-superfaturado-prefeitura-penha_foto-felipe-vt-(4)

Preço do metro quadrado do terrenão custou o dobro que a média da Santa Lídia

O comerciante Irapuan de Oliveira, 50 anos, tá encasquetado com a compra que a prefeitura de Penha fez de um terreno no bairro Santa Lídia. Ele garante que o imóvel comprado vale muito menos do que os R$ 170 mil pelos quais foi arrematado. Pra piorar, o terrenão que servirá pra abrigar uma creche é do vô do vereador Jefferson Custódio (PSDB), do mesmo partido do prefeito Evandro dos Navegantes. Além da denúncia de superfaturamento na compra do imóvel, o comerciante acusa o vereador de ter feito a transação dos negócios e de ter lucrado uma boa graninha, pois, na sua avaliação, o lote não valeria nem R$ 100 mil.

O terrenão fica na rua Arno Reinaldo Silva. A área, que pertencia a Amadeu Cipriano Custódio, avô do vereador Jefferson, tem 1297 metros quadrados. Pelo preço pago, o metro quadrado custou aos cofres públicos R$ 131. ?Eu mesmo vi o Jeferson trazendo os topógrafos e as imobiliárias pra fazer o orçamento?, conta Irapuan.

O DIARINHO procurou saber quanto vale um terrenão na Santa Lídia com as mesmas proporções daquele comprado pela prefa. A repórter ligou para algumas imobiliárias e corretores afirmando que queria comprar um terreno naquela localidade. Foram encontrados preços variados e sempre menores do que aquele pago pela prefeitura ao parente do vereador.

A corretora Estela Alexandre disse que tinha um terreno de aproximadamente 900 metros quadrados por R$ 60 mil. Isso significa dizer que o preço do metro quadrado desse imóvel custa R$ 66,60, metade do preço pago pela prefa. Além disso, o terreno fica na estrada geral do bairro, melhor localizado que o do parente do vereador, situado numa transversal.

Pela avaliação dos corretores da Juares Soares Imóveis, um lote de 300 metros quadrados custaria em média R$ 21 mil. Ou seja, o metro quadrado sairia por R$ 70, também quase metade do que custou o terreno do avô de Jefferson.

Também estranho foi o que aconteceu com Osvaldo Gonçalves, 46, morador do bairro e que também tinha um terreno de 1200 metros quadrados pra vender. Osvaldo contou ao DIARINHO que ofereceu o imóvel pra prefa por R$ 140 mil, R$ 30 mil a menos do que o do vizinho Amadeu. ?Eles me procuraram em março e depois só em novembro. Mas não me procuraram mais e não fechamos negócio?, relata.

  •  

Uma Resposta to “Prefeitura superfatura compra de terreno da família do vereador”

  1. mel Diz:

    É uma vergonha, a prefeitura não tem dinheiro para nada, acabaram de inaugurar, com faixas e fogos, uma micro, mini, pracinha ( lagoa Quincaludo ), onde penso que as faixas e fogos ficaram mais caros que a dita pracinha, agora sai a noticia de super faturamento em terreno de familia de verador ?? O prefeito Evandro deveria ter mais respeito com a população que o colocou na prefeitura, pensávamos em mudanças, que foi o prometido, se não sabia, é culpado por ignorância, se sabia, é culpado por desonestidade.
    Vai um recado, não conte com o meu voto para reeleição. Assim fica difícel para quem quer ser a “estrela jovem da politica Catarinense”.

Deixe uma Resposta