• Postado por Tiago

Brasil leva preju de mais de 2 bilhões anuais por causa das fraudes

Já chegam a R$ 39 milhões os prejuízos causados, somente este ano, por fraudes à previdência e que estão sendo investigados pela polícia federal (PF). A situação é tão grave, que o Ministério da Previdência Social e o Ministério Público Federal montaram uma força-tarefa para ajudar a desbaratar quadrilhas que sugam o dinheiro que era pra aposentadoria e pensão de velhinhos, inválidos e doentes no Brasil.

Os números assustam. No ano passado, o prejuízo foi de R$ 2,143 bilhões. Só uma quadrilha desbaratada pela PF tinha drenado R$ 2 bi dos cofres públicos com fraudes. Pelo menos 15% das cerca de 25 mil investigações que os federas fazem hoje em todo o país estão relacionados a crimes contra a previdência.

A delegada Virgínia Vieira Rodrigues Palharini, chefe da Divisão de Repressão a Crimes Previdenciários da PF, diz que os prejus são grandes porque os crimes são cometidos por quadrilhas especializadas e não por bagrinhos. “Para a fraude valer a pena e compensar os riscos, os criminosos não vão fraudar apenas um benefício. Eles vão fraudar 500, 1000 benefícios”, explica.

A maioria das sacanagens está ligada a fraudes no auxílio-doença e nas aposentadorias. “No caso do auxílio-doença, por exemplo, intermediários aliciam pessoas interessadas em receber o benefício e fraudam principalmente laudos psiquiátricos, obtidos com médicos particulares ou com peritos do próprio INSS que agem em conluio com a quadrilha. Chegamos a detectar laudos psiquiátricos assinados por um ortopedista”, conta a delega Virgínia.

  •  

Deixe uma Resposta