Warning: array_keys() [function.array-keys]: The first argument should be an array in /home/diariblogftp/html/wp-includes/widgets.php on line 1044
Presa uma das maiores quadrilhas de roubo de carga | Diarinho - Diário do Litoral
 
  • Postado por Tiago

Prisão lotou a cela da central de polícia em Balneário Camboriú

A casa caiu ontem pra uma das maiores quadrilhas da Santa & Bela que tava lavando a égua metendo assaltos em todas as regiões do estado. Foram presos 25 malencarados que tocavam o terror em roubos a residências e caminhões de carga na região e até revendiam trabucos. Na operação chamada de Tijucas, foram cumpridos 33 ordens de prisão preventiva e temporária em 12 cidades do estado e até no Paraná e no Rio Grande do Sul.

As prisões começaram a rolar assim que o galo cantou. Até o fechamento desta edição, 20 sujeitos já tinham entrado na dança dos enjaulados, 15 só na região. Entre os detidos estavam Gilmar Zin, o popular Alemão da Oficina, e o Vilmar Gaspar Júnior, o Bileu, apontados com sendo os cabeças do rolo. Além dos caras, parentes e mulés caíram nas garras dos puliças.

Todos são acusados de envolvimento em assaltos que rolaram na região e com revenda de armas e mercadorias surrupiadas. Os bandidos estariam metidos no ataque que rolou mês passado a um prédio chicoso da avenida Atlântica, de Balneário, onde um advogado aposentado foi feito de refém. De lá a bandidagem levou equipamentos eletrônicos e um carango.

Sequestro

Pelas investigações, os vagabundos estariam metidos também no sequestro-relâmpago ao dono da malharia Paxá, Osni dos Santos, 40, em julho. No começo do mês passado, seis integrantes do bando já tinham sido detidos pelo crime.

O delegado geral de Santa Catarina, Maurício Eskudlark, conta que os safados catavam os objetos de valor e revendiam pra fazer uma graninha. No caso dos carangos, os sujeitos tinham um esquema de adulterar documentos pra passar os possantes adiante. Os burraldos chegaram a vender por 10 pilas um aparelho eletrônico avaliado em R$ 50 mil.

As prisões rolaram em Biguaçu, Tijucas, Porto Belo, Itapema, Balneário Camboriú, Camboriú, Itajaí, Navegantes, Gaspar, Lages, Blumenau, São Lourenço do Oeste e até no Paraná e no Rio Grande do Sul. Os presos de Santa Catarina foram trazidos pra Central de Investigações de Balneário Camboriú, onde foram ouvidos pelo delegado da Diretoria Estadual de Investigação Criminal (DEIC), Renato Hendges, que tava à frente da investigação.

No fechamento desta edição, os policiais trampavam pra enjaular Mauri Alves Garcia, o Percebe, mano do bandidinho-mirim Craca, que é apontado como outro mandante do rolo. Mauri conseguiu escapar dos homisdalei, que souberam que o cara saiu de casa minutos antes da chegada dos policiais pra fazer um assalto.

Durante os atraques, foram apreendidos uma porrada de móveis, computadores, TVs, entre outros aparelhos eletrônicos que podem ter sido roubados. A polícia encontrou também um revólver calibre 32, na casa de Orlando Mendia, que simandou e deixou a bronca nas costas da sua mulé, Juliana Franciele da Silva.

Coisa de família

Pros investigadores, nem a parentada dos assaltantes escapava do esquema. Entre os presos estão sete mulheres. Todos serão fichados por roubo, assalto, receptação ou adulteração de caminhões. Os tiras não aliviaram nem pra dona Maria Natália Bernardes, 64.

A véinha, moradora da rua Gersino José Correia, no Brejo, em Cordeiros, no Itajaí, caiu junto com a parentada. A mulher contou que não sabia de onde o filho, que não teve o nome divulgado, arrumou os aparelhos eletrônicos novinhos. ?Achei que era tudo comprado?, contou chorando, sentada num canto da Central de Investigações. A história não colou e ela foi em cana.

Os policiais trampam agora pra localizar outros foragidos. Pelas informações repassadas pelo dotô Maurício, ainda faltam 27 mandados pra serem cumpridos. Os policiais querem identificar também quem são os viados que compravam as mercadorias roubadas.

As ivestigações começaram a rolar há uns cinco meses, depois que foi feita uma série de assaltos a sítios e fazendas de Tijucas. Um caminhão tomado de assalto em Governador Celso Ramos foi abandonado numa das fazendas atacadas e deixou a pista pros tiras chegarem até a quadrilha. ?Através daqueles eventos monitoramos a organização criminosa e descobrimos que ela (quadrilha) tinha ramificações?, explica o delegado Renato.

A maioria dos detidos já tem a ficha suja na puliça. Bileu é conhecido porque volta e meia tá metido com rolo de objeto roubado em Camboriú. Em maio deste ano, até caiu por tráfico de crack no bairro Tabuleiro. Mais de 100 policiais civis da Santa&Bela participaram da operação acompanhados pelas equipes da Central de Operações Policiais (COP) e da DEIC.

Presos no litoral:

Nome

Função no bando

Adelson Manoel, o chapinha

Vende as cargas roubadas

Gilmar Zin, o alemão da oficina

Cabeça do bando e arrumava documentos frios

Vilmar Gaspar Júnior, o Bileu

Cabeça do bando

Kristofer Antonelli, o Cris

Cobrador

Mariluce Alves Garcia

Irmã do Percebe (chefe do bando)

Natanael Roberto da Silva Gonçalves

Frentista de posto ? informante do bando

Juliana Francieli P. da Silva

Mulher de Orlando Mendia (foragido)

Tatiana Dorotéia Padilha

Irmã do Nego (Foragido)

Roseli Aparecida Padilha

Irmã do Nego (Foragido)

Tiago Azelir Padilha

Parente do Nego (Foragido)

Luiz Carlos Martins

Cunhado do Nego (Foragido)

Leandro Carlos Miguel Ferreira

Neusa Pires Pereira

Irene da Silva Paracela

Maria Natália Fernandes

  •  

Deixe uma Resposta