• Postado por Tiago

O discurso começa a mudar no Marcílio Dias e a saída do presidente Carlos Crispim já é encarada como uma realidade, até mesmo por um de seus maiores aliados. Na tarde de ontem, em declaração ao DIARINHO, Aldo José Corrêa, presidente do conselho deliberativo, dá a entender que pode pintar gente nova no comando do Marinheiro ainda este ano.

Segundo seu Aldo, o mandachuva Crispim tá precisando de um tempo pra cuidar dele mesmo e da sua empresa. Ele também admite que empresários da cidade têm interesse em pegar divez a direção do Rubro-anil. “Tem um grupo novo, de empresários, que quer assumir o Marcílio. Seria bom alguém injetar algum dinheiro pra tirar o clube dessa situação. O Crispim tá desgastado, precisa descansar. Tá na hora de sangue novo”, falou, pela primeira vez, o cartola.

Aldo ainda comentou que pode rolar eleição pra nova diretoria executiva já em outubro, diferente do que tava previsto, que era só pro final de 2010. O presidente do conselho dá a entender que Crispim tá querendo se despedir um pouco menos queimado, pois o cartola ressaltou que a prioridade agora é o pagamento dos atletas. “Estamos conversando pra resolver a situação. O Crispim quer sanar as dívidas pendentes pra não deixar pra outra diretoria”, fala seu Aldo, reforçando que Crispim não irá ceder ao pedido de impeachment por parte de alguns conselheiros.

Do lado “fora Crispim”, o conselheiro Roberto Venâncio preferiu esperar até sexta pra entrar na dona justa pedindo a saída do mandachuva. “Ia entrar com a ação hoje (ontem), mas pediram pra segurar até sexta. Mas tem gente que não engoliu a história e pode acionar a justiça antes”, lascou Venâncio.

  •  

Deixe uma Resposta