• Postado por Tiago

SEGUNDA-INTERNA-s---Figueirense-26.01.10

Prisco Paraíso, Norton e Aragão: dança das cadeiras deve refletir em campo

As coisas pros lados do Figueirense tão se agravando. Se dentro de campo o time terá que se superar e vencer o líder do Catarinão, o Atlético de Ibirama, no estádio Orlando Scarpelli, amanhã, fora das quatro linhas a situação tá cada vez mais enrolada. Ontem, o presidente do clube, Norton Flores Boppré se afastou do cargo. Ficará 45 dias com a barba de molho até que role a tal transição da saída da Figueirense Participações (FP) da gestão do futebol do Alvinegro. Enquanto o impasse não é resolvido – o que deve rolar só na justiça -, Carlos Gonzaga Aragão assume o comando.

A saída de Norton foi acertada numa reunião na noite de terça-feira. ?Esse afastamento já vinha sendo conversado internamente quando eu havia manifestado a necessidade do licenciamento única e exclusivamente para o tratamento de assuntos de ordem pessoal. Em decorrência dessa situação, o Carlos Aragão assumiu a presidência do conselho administrativo?, relata Norton.

Sobre o fim da presença da Figueirense Participações no clube, o que tá marcado pra 22 de março, Norton avalia que tá todo mundo querendo o melhor pro Alvinegro. ?A instituição tem que estar acima de tudo e sempre temos que buscar o melhor caminho?.

Ensaboado, Norton não garante se volta ao cargo. ?Num primeiro momento é o que está posto e qualquer outro tipo de informação só será tomada em conjunto com o conselho administrativo?, conclui.

O conselho deliberativo começou a apresentar ontem a Aragão toda a papelada pra ele se interar do assunto. A princípio, toda e qualquer decisão que envolvam os cifrões do clube, contratos, rescisões e liberação de direitos federativos de atletas só poderão ser feitas com autorização do conselho. Nos próximos dias a comissão de transição será nomeada pra comandar a saída da FP do páreo.

  •  

Deixe uma Resposta