• Postado por Tiago

“O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Pesca de Santa Catarina (Sitrapesca), Manoel Xavier de Maria, vem através desta nota de repúdio, contestar a reportagem veiculada da edição do último dia 14 de julho de 2009, no Jornal Diário do Litoral, popular “Diarinho”, com o título: “Engenheiro que construiu o Alalunga acha que vento forte virou a embarcação”.

Na realidade, os fatores que levaram a embarcação a afundar somente serão conhecidos após conclusão do inquérito aberto pela Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí e somente esta corporação poderá dar resultados finais e apontar falhas ou erros, ou quem sabe, não chegar a uma conclusão de responsabilidade, mas esta entidade somente terá parecer confiável quando a referida Organização Militar (OM) se pronunciar.

Porém, voltando à matéria, notamos que pessoas sempre tentam confundir a opinião pública sem um mínimo de escrúpulo e isto fica muito bem vivenciado quando o sr. Rubens Birch Gonçalves, engenheiro e professor da Univali, diz que um vento forte pode ter causado o naufrágio da embarcação.  Pergunto: como pode ter sido o vento forte, uma vez que na manhã em que ocorreu o acidente havia grande cerração?  Alguém já viu cerração com a presença de vento forte?  Quanto à falta de lastro, também questionamos o Sr.  Rubens: como esta embarcação desceu a Carrera, se é certo que o peso de óleo, água e gelo fazerem parte do lastro de segurança da embarcação?

Sr.  Rubens, desejo ao senhor muito sucesso em suas empreitadas, mas esperamos que suas colocações não venham a colocar em pontos antagônicos seus conhecimentos e os verdadeiros motivos que levaram o Alalunga V ao naufrágio.

Já sobre as colocações do Sr.  Roberto Barddal, fazemos questão de afirmar que é cedo para apontar culpados e que somente a Capitania possui direito de apontar responsáveis e incriminar alguém.  Querer definir como culpados e responsáveis como o senhor fez na referida matéria é no mínimo precipitado, não acha?  E tendo o senhor algum tipo de informação, pedimos que informe a Delegacia da Capitania dos Portos e faça todos relatos de que o senhor tem conhecimento.  Temos certeza de que os responsáveis pelo inquérito haverão de lhe agradecer e muito pelo seu depoimento. ”

Atenciosamente, Manoel Xavier de Maria Presidente Sitrapesca

  •  

Deixe uma Resposta