• Postado por Tiago

INTERNA_6_abre_jucemar-assassino-do-filho-do-delegado-_foto-divulgação-(2)

Jucemar foi quem levou o atirador até a Penha pra fazer o serviço

Policiais civis que atuam na operação Veraneio em Navega e Penha prenderam, na noite de sexta-feira, Jucemar Daniel, 29 anos, acusado de ajudar Maicon Custódio Teixeira, 20, a matar Omar Adésio Vieira, 28, no dia 19 de dezembro, na Penha. Omar era filho do delegado aposentado da polícia Civil de Itajaí, Adésio Gustavo Vieira, e se meteu no mundo do tráfico depois de virar usuário de drogas.

A prisão de Jucemar rolou às 19h. Sete tiras à paisada pintaram na casa do cara, na rua Martiniano Teixeira, no São Domingos, em Navega. O acusado não teve nem tempo de reagir. Jucemar teria levado o assassino Maicon Custódio até o local do crime, pilotando uma motoca. Os policiais encontraram a moto na casa do suspeito.

Maicon foi preso dia 28 de dezembro. A partir da prisão dele, os tiras chegaram até Jucemar. A dupla mora na mesma rua e é aviãozinho do tráfico, ou seja, revende a droga passada por um traficante. Omar também tava metido na venda de porcarias, mas também era viciadinho e andou fumando as pedras do demo ao invés de vendê-las. Por conta disso, acumulou uma dívida de R$ 75 com o traficante. A polícia trabalha agora para descobrir quem foi o trafica mandante do crime.

O assassinato

Jucemar e Maicon sabiam que o filho do delegado costumava fumar crack no beco dos pescadores, uma vielinha ao lado da área usada como uma espécie de estaleiro pelos pescadores artesanais de Armação, em Penha. Maicon contou aos homidalei que foi cobrar a dívida e quando chegou lá Omar não pagou e ainda tirou sarro deles. O matador então foi pra casa, pegou a arma e voltou ao beco. Omar foi morto com um tiro na testa e outro no queixo.

  •  

Deixe uma Resposta