• Postado por Tiago

A tentativa de fuga do Adriano Padilha de Oliveira acabou mal na madrugada de ontem. O preso da cela da delegacia de Itapema tentou simandar da jaula pulando os muros do pátio da depê, mas acabou se desequilibrando e caindo na chón. Com a queda, quebrou o pezão e foi enjaulado. Eita!

Pelas 5h, Adriano cavou um buraco na parede de tijolo que dá pro corredor da delegacia e simandou. Ele conseguiu chegar no pátio, mas ao tentar pular o muro bateu numa grade de alumínio que tava abandonada por lá. Assim que tocou no trambolho, fez o maior barulhão e entregou a sua fuga.

Os homisdalei saíram correndo atrás do sujeito que pulou dois muros e subiu em um telhado. Quando tentou pular pra casa vizinha, ficou apavorado com a perseguição, se desequilibrou e foi parar no chão.

Adriano quebrou o pé e recebeu o teje preso no local. O bandido fujão foi levado pro hospital de Itapema, onde permanece internado. Enquanto está sendo medicado, tá algemado e com a escolta dos milicos.

O delegado de Itapema, Carlos Dirceu, acredita que a tentativa de fuga não foi vacilo do agente prisional que estava de plantão. “Não tem como prever. Ele (agente) não tem como ficar direto cuidando da porta. Ele faz rondas e verifica se está tudo certo”, defende.

O dotô afirma que a equipe tava desconfiada que iria rolar uma fuga por lá e até fez um pente-fino na superlotada jaula pela manhã, antes da fuga. Só que os policiais não encontraram nada comprometedor. “Aquela parede é de tijolo, está só no reboco, ele consegue tirar o ferro das grades e faz um buraco sem problemas”, lamenta referindo-se à frágil situação da cela. Ontem de manhã, foi feita outra busca na jaula e foi encontrado um ferro que deve ter sido usado pra cavar o buraco.

Enquanto isso, o delegado tem pedinchado ao departamento de administração penal (DEAP) que transfira os presos de lá. Hoje, a cela tem 14 enjaulados, quando deveria abrigar apenas dois sujeitos e em caráter provisório. “Não tem condições de manter aquilo ali. O certo seria remover todo mundo e derrubar a cela”, disse o dotô. Adriano é ladrão de Chapecó e tava enjaulado por aqui há uns dois meses depois que caiu por estar pedido pela justa. Fugiu da colônia penal agrícola de lá e veio sisconder por aqui, até que foi guentado dinovo.

Até o final do ano que vem, a previsão é que a cidade receba uma Unidade Prisional Avançada (UPA), que tá em obras num terreno doado pela prefeitura. A construção, orçada em R$ 2 milhões, deverá abrigar 74 presos.

  •  

Deixe uma Resposta