• Postado por Tiago

Uma mão lava a outra, diz o ditado. Os acadêmicos de Direito da Faculdade Estácio de Sá, de Florianópolis, vão praticar o que aprendem na teoria. Ganham experiência e conhecimento. Do outro lado, ganha também a galera que cumpre tempo de prisão e não tem condições de pagar um adevogado que defenda seus interesses.

Pensando nestes dois lados da questão, a Secretaria Executiva da Justiça e Cidadania, por meio do Departamento de Administração Prisional (Deap), firma, nesta quarta-feira (26), convênio com a faculdade pra alunada abraçar os processos dos apenados das penitas de  São Pedro de Alcântara e de Florianópolis. A solenidade rola  às 19h30, no auditório da faculdade (rua Leoberto Leal, 431 Barreiros), em São José.

Os estudantes já a partir da 4ª fase podem trampar na defesa do preso, desde que seja na faixa. O projeto ainda poderá ser expandido a outras áreas, como Nutrição, Fisioterapia, Enfermagem e Moda.

  •  

Deixe uma Resposta