• Postado por Tiago

Os presos do cadeião de Balneário Camboriú tão doidinhos pra bater as asas e voar pelaí. Na madrugada de ontem, eles tentaram deixar as grades do xadrez, mas foram flagrados pelos milicos. Até uma tereza, aquela corda feita com lençóis amarrados, foi encontrada do lado de fora do xilindró.

Pelas 3h, os meganhas que ficam na parte superior do presídio começaram a ver uma movimentação estranha no pátio de sol, onde os presos ficam soltos durante a noite. Desconfiados que tava rolando alguma treta por lá, desceram pra dar uma geral. Ao ver os milicos, os enjaulados correram pros cantos e fizeram cara de paisagem.

Os meganhas descobriram que uma das grades estava sendo serrada. Os homisdalei encontraram ainda uma corda improvisada com lençóis amarrados que estava pendurada pro lado de fora. Pra polícia, os presos pretendiam arrancar a grade da cela e sair pelo telhado, usando a tereza.

Quando descobriram que os caras tavam prontos dar o pinote, os policiais mandaram os presos ficarem quietinhos e pediram reforço. Os tiras deram um bizú no local e não encontraram a ferramenta usada pra tentar arrancar as grades. O diretor do cadeião, Leandro Kruel, conta que os agentes trampam agora pra descobrir quem foram os presos que tiveram a ideia de debandar. Depois que identificar os fujões, pretende pedir a transferência dos saidinhos. “Não é difícil identificar”, garante.

  •  

Deixe uma Resposta