• Postado por Tiago

A dona justa liberou e no domingo rola no bairro Cordeiros mais uma tradicional procissão de São Cristovão, o santo protetor dos motoristas e viajantes. Pra evitar que o evento acabe de vez, Codetran, polícia militar e polícia civil vão estar de olhos bem abertos e prometem rigor com os motoras que desobedecerem às leis de trânsito. Os motociclistas serão o alvo principal da fiscalização.

O chefão do trânsito peixeiro, José Alvercino Ferreira, contou que 30 guardinhas da Codetran e 40 policiais militares acompanharão o trajeto, que este ano é de 9,5 quilômetros. Policiais civis também estarão pelos Cordeiros dando um apoio. “A gente sabe que não vai ser fácil porque são muitos participantes, mas vamos pegar pesado com os que estiveram irregulares”, promete o chefe dos guardinhas.

Zé disse que três guinchos e um bafômetro vão estar disponíveis pra equipe de fiscalização durante a procissão. O bagrão jurou que os motoras que estiverem descumprindo as leis de trânsito vão levar multa no lombo e terão o veículo detido. Os motoqueiros são o principal alvo da Codetran. “Nós já descobrimos que tem muito motociclista tirando a descarga da moto pra fazer barulho. Isso nós não vamos admitir. Quem fizer vai levar multa, que ultrapassa R$ 500 e ainda vai ter a moto apreendida e pode ter a carteira de habilitação cassada”, avisou o chefão.

Procissão religiosa, não carreata

O seminarista Cleber Brugnago Rosa, da paróquia de São Cristovão, contou que a procissão só vai rolar porque houve um comprometimento da paróquia junto ao ministério público (MP). Depois de uma reunião com a Codetran, policiais e membros da igreja foi decidido que o trajeto este ano será reduzido. Os motoras vão circular só pelo bairro Cordeiros pra evitar a barulheira em frente aos hospitais e asilos da city peixeira. “No ano passado, nós não fizemos a procissão por causa da desordem. Resolvemos retomar, mas se não der certo, este será o último ano”, afirmou o seminarista.

Cleber falou que a expectativa da paróquia é reunir cerca de três mil motoristas na procissão. No domingo, às 7h30, rola o café da manhã no salão paroquial da igreja de São Cristovão. Às 8h30 começa a missa e, logo depois, por volta de 9h30, a procissão sai da frente da igreja. A previsão é que o trajeto pelas bandas dos Cordeiros dure cerca de duas horas. Só depois de concluída a voltinha das carangas é que a benção será dada.

O pedido do religioso é que o povão colabore e respeite as orientações da Codetran. O seminarista finaliza com um puxão de orelha nos motoras que fazem do evento uma brincadeira. “As pessoas têm que lembrar que é uma procissão religiosa e não uma carreata festiva”, alerta.

Se liga no trajeto

A procissão de São Cristovão vai começar na rua Odílio Garcia. Da frente da igreja ela segue pela avenida Augustinho Alves Ramos, avenida Mário Uriarte, rua Francisco Reis, avenida Reinaldo Schmithausen, avenida Presidente Castelo Branco, avenida Nereu Ramos, rua José Luiz Marcelino, rua Eugênio Pezzini e volta pela rua Odílio Garcia, onde as carangas receberão a benção na frente da igreja.

  •  

Deixe uma Resposta