• Postado por Tiago

O professor de português do colégio de Aplicação da Univali (CAU), Silvano Pedro Amaro, 29 anos, que levou cinco facadas na noite de segunda para terça-feira, permanece internado no hospital Marieta Konder Bornhausen. O professor foi transferido para o quarto, mas ainda não tem previsão de quando deixará a internação. Ontem, professores, alunos e amigos de Silvano fizeram uma manifestação em frente ao Marieta contra a violência.

O professor foi esfaqueado pelos menores D.S.D., 15, anos e M.R.S.L., 17, presos um dia depois de meter a crueldade. Silvano foi encontrado caído, sangrando, numa estrada de chão, no interior de Piçarras. A dupla foi presa na rua Aristides Pedroni, no bairro Itaipava. O carro do professor, tomado de assalto, foi encontrado próximo ao local onde os dimenores foram presos. A polícia chegou até à dupla depois que o pai de um dos malacos resolveu denunciá-lo. O garoto chegou em casa com a roupa suja de sangue e os documentos do professor.

A vítima se fingiu de morta e passou a noite no mato, sem conseguir pedir socorro. A família afirma que o caso foi puro azar, pois o professor não tem vícios, é uma pessoa tranquila e se dá bem com todo mundo. Os amigos contaram que Silvano é uma pessoa religiosa, com uma atividade muito intensa na igreja católica do bairro São Vicente. O professor trabalha no CAU há cinco anos, mas ficou conhecido pelas participações em um programa da TV Univali em que incorpora um guru e dá dicas de português.

  •  

Deixe uma Resposta