• Postado por Tiago

“A radiação se constitui de partículas e ondas eletromagnéticos. Ela é perigosa porque produz íons que danificam as células e causam mutações.

Podemos estudar a radioatividade como emissão de radiação por elementos naturais ou artificiais. Por exemplo: na fissão nuclear onde o núcleo de um átomo se divide em fragmentos, o Urânio (U) e o Plutônio (Pu), com números atômicos (Z=92 e Z=94), respectivamente, se desintegram para formar núcleos de elementos mais leves. Este processo pode ocorrer de maneira descontrolada e destrutiva ou lentamente de modo controlado e útil. Outros elementos podem se tornar radioativos ao serem bombardeados com partículas ou ondas. Entre as reações nucleares, além das citadas, dá-se também a transmutação que é a conversão em um núcleo diferente.

A radiação – ou núcleos instáveis radioativos – emite partículas sub-atômicas que são: alfa, são núcleos de hélio (He), com 2 prótons e 2 neutros; beta (e), que são os elétrons. Os raios gama são ondas eletromagnéticas. O uso de material radioativo na corrente sanguínea é usado para diagnosticar câncer nos ossos.”

Ass: Maria Isabel Fiorin, professora física e química

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta