• Postado por Tiago

A técnica de informática Mirian Mateus, 51 anos, está fula da vida com a Redel, empresa que trabalha com serviços de acesso à internet. Diz a leitora que a Redel a deixou na mão bem no dia de Natal. O que a fez ficar mais cabreira é que entrou em contato com a assistência da empresa, mas o atendente informou que não tinha técnico disponível pra se deslocar até a casa da cliente. “Alguém tem que falar, porque não se faz uma coisa dessas com o consumidor em pleno Natal”, bufa.

Mirian tentou se conectar à internet durantes as noites de quinta, sexta e sábado e não conseguiu. Quando ligou pra assistência ficou sabendo que não tinha técnico de plantão pra atendê-la. Há quatro meses ela é cliente da Redel. No sábado ela ainda tentou entrar em contato com o departamento comercial da Redel pra cancelar o serviço, mas não conseguiu ser atendida.

Agora, Mirian pretende ir à empresa pessoalmente reclamar do mau atendimento. Ela até já contratou um novo provedor de internet para substituir o problemático.

Samuel Soares da Cunha, gerente da Redel no Balneário Camboriú, acha que não é necessário Mirian migrar pra outro provedor. Ele admite que rolou um problema com a conexão no Natal, mas diz que a pendenga aconteceu em todo o sistema e que por isso não foi necessário enviar um técnico para a casa da cliente.

O gerente garante que a falha já foi resolvida diretamente no servidor da empresa, no mesmo dia. “O técnico tentou informá-la, mas ela não o deixou explicar e desligou o telefone”, conta.

Samuel informa que a cliente pode pedir um desconto na mensalidade pros momentos que ficou sem a conexão da internet. “A Redel oferece descontos caso o acesso fique indisponível mais tempo que o previsto em contrato”, explica. O gerente disse ainda que pretende procurar Mirian pra esclarecer a situação.

  •  

Deixe uma Resposta