• Postado por Tiago

Pré-candidato acredita que receberá apoio de toda a cambada

Faltando menos de um ano para as eleições que escolhe, entre outros cargos, os deputados federais e estaduais, o reitor da Univali, José Roberto Provesi, recém-filiado ao PSDB, já tá em ritmo da campanha. A principal meta do engomadinho agora é convencer os outros candidatos da região que ele é o melhor nome pro partido e, pra isso, ele quer almoçar com os vereadores da bancada de oposição da casa do povo de Balneário Camboriú. O vereador Dão Koeddermann (PSDB) diz que o convite foi feito semana passada, mas, por conta de compromissos de Provesi, teve de ser adiado.

De acordo com o reitor, as reuniões que ele tem participado, como em Navegantes, na última quarta-feira, e em Jaraguá do Sul, em outubro, tem por finalidade dar unidade ao partido, já que se muitos candidatos do PSDB resolverem ser candidatos, todo mundo pode acabar chupando o dedo.

?Quero ouvir os compromissos de cada um, conhecer os interesses, os planos, e pedir o apoio à minha candidatura. Um apoio importante que recebi foi do ex-prefeito de Balneário Camboriú, Rubens Spernau, que declarou apoio incondicional à minha candidatura, caso esta venha a acontecer. O trabalho que faço é direcionado neste sentido?, declara.

Já para Dão, a decisão de quem será candidato é do partido, e só após a convenção estadual os nomes dos candidatos devem ser conhecidos. Até lá, todo mundo pode se dizer candidato. ?Nós sabemos que ele quer pedir o apoio à sua candidatura a deputado federal, e tudo isso tem que ser muito bem conversado. Eu já deixei claro que tenho pretensão de ser candidato, mas precisamos conversar, porque esta decisão não é minha, e sim do partido?, conta Dão.

Já para convencer o vereador-galã Fabrício Oliveira (PSDB), Provesi terá que suar. Segundo Fabrício, ele ainda não foi comunicado oficialmente de nenhuma reunião, mas acredita que o partido é muito forte em Balneário, e isso obriga a legenda a lançar um candidato na cidade. ?Nós temos o governador do Estado no ano que vem, nós temos o secretário da Saúde, então, precisamos ter candidatos da cidade, seja eu, seja o Dão, ou qualquer outro nome dentro do partido que esteja à disposição?, lasca Fabrício.

  •  

Deixe uma Resposta