• Postado por Tiago

pavan46

Tebaldi espera que Pavan seja julgado até fevereiro

O PSDB ficou tão fulo da vida com o pedido de impeachment do vice-governador do Estado, Leonel Pavan (PSDB), que o presidente estadual tucano, Marco Tebaldi, divulgou uma nota à imprensa lascando o pau nos socialistas. ?Isso aí é pura exploração política da denúncia contra o Pavan. Eles querem aproveitar o momento para aparecer?, disse Tebaldi, por telefone.

O pedido de impeachment de Pavan foi protocolado na tarde de quarta-feira, na Assembleia Legislativa, pelo presidente estadual do PSOL, Afrânio Boppré. Para Tebaldi, o PSOL não tem nenhuma representação política na Leleia, e é um partido sem expressão no estado, e por isso, esta seria uma chance de ter promoção. Mesmo assim, Tebaldi diz que o direito dos socialistas é legítimo, mas não acredita que o processo vá para frente. ?Tem que preencher uma série de requisitos, e pelo o que eu li do inquérito do caso, não há nada que comprometa o Pavan, nada que o condene?, lascou.

Contra o relógio

A maior preocupação dos tucanos hoje é o tempo. Os tucanos querem que o vice-governador seja julgado o mais rápido possível, para evitar um estrago maior na figura do bagrão. ?Quanto mais tempo falta, mais as coisas dificultam. Esperamos que o caso seja apreciado nas primeiras reunião do Tribunal de Justiça (TJ), para que o Pavan assuma o governo do estado com tranqüilidade?, disse, confiante na inocência do correligionário.

Tebaldi cita ainda seu próprio caso, dizendo que foi condenado pelos adversários antes de ser julgado, e absolvido, pela justiça. ?Quando meus opositores assumiram a prefeitura de Joinville, eles disseram que eu deixei uma dívida de R$ 100 mi, e depois de um ano o Tribunal de Contas aprovou minhas contas. O desgaste nestes casos é muito grande, e é isso que eu não quero para o Pavan?, finalizou.

  •  

Deixe uma Resposta