• Postado por Tiago

Homisdalei gaúchos pintaram ontem de manhã em São José pra botar as mãos num homem que é acusado de ter matado a facadas sua ex-mulher na frente de sua filhinha, uma menina de três anos. O crime rolou na cidade de Canoas (RS), na sexta-feira da semana passada. O cara teria siscapolido pra Santa & Bela logo após ter cometido a crueldade.

A professora Roselaine Freitas de Carvalho, 27 anos, foi encontrada morta pelo irmão, na segunda-feira. Ele tinha estranhado o fato de ela não ter dado notícias durante todo o final de semana, e pediu ajuda à puliça Militar pra dar um bizu no apê onde a coitada vivia com a filha.
A porta foi arrombada e o mano deu de cara com Roselaine estendida no chão, degolada, e com um sinal de facada na barriga. A filhota da professora tinha sumido. Desde então, os tiras de Canoas passaram a investigar o caso.

O principal suspeito de ter feito a maldade é o ex-marido de Roselaine, Leandro Ramos Cardoso, 37, de quem ela tava separada há algumas semanas. A pobrezinha já tinha registrado queixa contra ele na delegacia dias antes de ser assassinada, dizendo que ele teria tentado invadir o apê pra sentar o sarrafo nela.

Leandro tava sumido desde que rolou a tragédia. Nesta semana, os homisdalei gaúchos descobriram que ele tinha siscapolido pra região da Grande Floripa. Eles baixaram na Santa & Bela e, com uma mãozinha dos tiras catarinas, descobriram que o cara tinha alugado uma baia no bairro Roçado, em São José, onde tava morando com a filha, e tinha conseguido emprego numa serraria.

Ele ganhou o teje preso quando tava no serviço, e ontem à tarde foi levado pra Canoas, onde terá que sisplicar. A filha dele com Roselaine deverá ficar com a vovó materna.

  •  

Deixe uma Resposta