• Postado por Tiago

Drogalhada foi retirada de circulação numa operação na região

A puliça militar tirou de circulação 75 pedrinhas do demo e colocou três traficantes atrás das grades, na região. A maior parte da porcariada foi guentada em Itapema, onde foram achadas 46 pedras com um só trafica. Operações rolaram também em Navegantes e Camboriú.

Era por volta da 1h da matina de segunda-feira, quando os meganhas receberam a informação de que o tráfico de pedrinhas do capeta tava rolando solto pros lados da rua 241, na chiquetosa Meia Praia, em Itapema. Os fardados não perderam tempo e pintaram no local pra ver o que tava rolando.

Eles deram de cara com um bando de viciadinhos doidões, rodeando Assir Lemes Junior, 18 anos. Toda a turminha ganhou uma geral, e os milicos encontraram dentro do bolso de Assis um vidrinho recheado com 46 pedras de crack, dois papelotes de cocaína e dindim miúdo. O mequetrefe ganhou uma pulseirinha de aço e foi levado pra depê de Itapema pra sisplicar.

No início da tarde de ontem, foi a vez da casa cair pra um mulambento que tava negociando porcarias no bairro São Francisco, mais conhecido como Barranco, em Camboriú. Os fardados tavam em rondas pelo bairro quando receberam a denúncia de que um malaco tava fazendo de sua baia um ponto de venda de drogas.

Os homis pisaram fundo na baratinha e chegaram à rua São Bonifácio, onde estaria rolando a sacanagem, em poucos minutos. Eles bateram na casa de Wagner Diego Correia, 18, e pediram ao cara pra dar um bizú no lado de dentro.

Encagaçado, o moleque deixou os meganhas entrarem na baia. Os milicos acharam 18 pedrinhas do capeta, 17 delas já embaladas, mocosadas dentro de um copo de alumínio, no quarto do cara. Ele ganhou o teje preso e foi levado pro xilindró da depê.

Atraque no Tico

Durante o fim de semana, o desfalque já tinha rolado pros lados dos dengo-dengos. Homis do pelotão de patrulhamento tático (PPT) resolveram fazer uma visitinha surpresa na rua Júlio Geraldo, no bairro São Pedro, pra tentar pegar os traficas no flagra.

Os milicos já tinham recebido a informação de que alguns mulambentos andavam negociando a porcariada por ali, na maior cara-dura, e não tiveram dificuldade pra comprovar a história. Bastou passarem a revista na galera pra acharem 11 pedrinhas do demonho, embaladas e prontas pro comércio, dentro do bolso do traste conhecido como Tico. Ele foi levado pra depê e de lá seguiu pra uma temporada no xilindró.

  •  

Deixe uma Resposta