• Postado por Tiago

A noite de domingo foi movimentada em Camboriú. Uma quadrilha foi guentada, acusada de assaltar um taxista. Pra prender os trastes, os milicos tiveram que suar a farda e até mandaram um tirombaço de borracha nos suspeitos.

Pelas 21h30, o taxista J.M.A., 50 anos, tava de buena no seu táxi na rua José Francisco Bernardes, no centro, quando foi rendido pelo quarteto. Os trastes, um deles armado, mandaram o mãos pro alto e simandaram com o carro. Levaram também celular, grana e um aparelho de som pra carro.

Minutos depois, os PMs deram uma volta pela rua Campos Novos e acharam o carro abandonado. O povão avisou que os malacos simandaram correndo pela rua Campo Erê. Com a descrição dos vadios, os milicos passaram pela rua e encontraram Roberto Pires da Fonseca, 24. Ele tava com o aparelho de som do taxista e foi reconhecido pela vítima.

Os PMs também acharam Helena Pires Vieira,18, Eli Pires Vieira, 26, e um dimenor, e deram o teje preso. Na baia foi encontrado um revólver calibre 32, que provavelmente foi o usado no crime.

Bala de borracha

Quando bateram na baiuca dos acusados, os milicos foram recebidos com muitos xingamentos. Pra evitar que uma desgraceira maior rolasse, os fardados mandaram um balaço de borracha na chón. Ninguém se feriu e todos foram inteiros sisplicar na depê. Roberto e Helena ficaram presos, já o dimenor e o Eli foram soltos.

  •  

Deixe uma Resposta