• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-CINCO-assaltantes-presos---neemias-chagas,-JRV,-thiago-pacifico-de-medeiros,-valter-de-souza-vieira,-cleberson-babinski---foto-Felipe-VT-00

Bandidos foram levados direto pra penitenciária de Floripa

A prisão da quadrilha que assaltou a lotérica do supermercado Angeloni, em Itajaí, na madrugada de domingo, revelou um leque de crimes que podem ter sido cometidos por eles. A polícia civil suspeita que os bandidos atacaram, além da lotérica do supermercado Angeloni, a agência da Credifoz, de Navegantes, e o posto Ale, da avenida Sete Setembro, no centro peixeiro. Os trastes ainda são suspeitos de dois assaltos em Blumenau.

A prisão do bando começou a se desenhar quando os investigadores da 1ª DP começaram a cuidar do assalto do posto Ale, que rolou dia 13 de outubro. No roubo, dois trastes meteram a arma nas fuças do gerente, levaram dois malotes e simandaram. Nas investigações, os tiras chegaram a um membro da quadrilha e a partir daí a casa dos malacabados começou a cair.

Além de serem suspeitos de atacar o posto Ale, os bandidos também podem ter metido um assalto à agência da Credifoz, no dia 17 de novembro. No crime os bandidos roubaram R$ 40 mil. Pra levar a grana, eles sequestraram a gerente da cooperativa quando ela chegava em casa e obrigaram a coitada a abrir a agência, pra eles surrupiarem a grana.

A polícia ainda trabalha pra confirmar a participação de Walter de Souza Vieira, 38 anos, Neemias Chagas, 35, Thiago Pacífico de Medeiros, 19, Clederson Babinski, 23, e Ricardo Correia de Araujo, 21, nestes crimes. O quinteto também tá sendo investigado por dois assaltos a baias na cidade de Blumenau.

Segundo o delegado da Deic, Cláudio Monteiro, que tá comandando a força-tarefa em Navegantes e dando uma mão neste caso, após a prisão do quinteto, eles foram mandados pra penitenciária de Floripa. As investigações continuam pra identificar mais crimes cometidos por eles e pra chegar a outros do bando. Há suspeita que mais dois trastes façam parte da quadrilha ? um deles seria o líder da renca.

Os policiais também tão analisando as edições do DIARINHO encontradas com os safados. Eles teriam colecionado reportagens sobre todos os crimes que cometeram na região. Com as edições em mãos, ficou mais f??acil pra polícia apurar os crimes.

  •  

Deixe uma Resposta