• Postado por Tiago

INTERNA_abre_trabalhadora-com-carteira-de-trabalho_ABr------Roosewelt-Pinheiro

Ter a carteira assinada e recolher pro INSS garante aposentadoria segura

Empregados domésticos que pagam o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para garantir aposentadoria e outros benefícios têm até quarta-feira para quitar a parcela referente ao mês de junho. O prazo vale também para contribuintes individuais, facultativos e para quem optou pelo plano simplificado.

Para os domésticos, facultativos e individuais o valor da contribuição é 20% para quem ganha até um salário mínimo. Isso representa R$ 93. Para quem paga o INPS pela forma simplificada, o valor da contribuição é de R$ 51,15, já que o pagamento é feito com base em 11% do salário mínimo.

Arrego pros domésticos

Mesmo a alíquota sendo igual para todos os três, os empregados domésticos são os que acabam pagando menos, já que do total de contribuição, 12% são de responsabilidade do patrão. Daí, sobra ao empregado a responsa de pagar apenas R$ 37,20.

Outro arrego pros empregados domésticos é a possibilidade do seu patrão fazer o recolhimento dos 12% somente na declaração do imposto de renda da pessoa física no ano seguinte. Vale apenas para um empregado por família e que recebe até o valor de um salário mínimo. A medida foi tomada para incentivar a patrãozada a assinar a carteira de trabalho de seus empregados.

Os 8% referentes à parte de contribuição dos empregados domésticos valem apenas para os que recebem entre R$ 465 e R$ 965,67. Quem ganha entre R$ 965,68 e R$ 1.609,45 a contribuição é de 9%. Para os que têm salário maior que isso, vale os 11% normal pra qualquer trabalhador.

  •  

Deixe uma Resposta