• Postado por Tiago

O quartel do corpo de Bombeiros de Luís Alves está prestes a fechar as portas. O prédio está com a estrutura comprometida e ameaça desabar em cima da cabeça dos vermelhinhos. Um laudo feito pelo engenheiro da prefeitura apontou que o lugar não tem condições de uso e precisa ser demolido.

Se a reforma não acontecer, depois de seis anos atendendo a comunidade o quartel vai fechar as portas e distribuir a equipe nas cidades vizinhas. O comandante do quartel, subtenente Neri Kumm, promete mandar os sete bombeiros que trabalham no local para o aeroporto de Navegantes e Itajaí, caso a prefeitura não se coce pra arranjar outro local para o quartel funcionar.

O quartel está instalado em um prédio da Epagri, repassado à corporação depois de ficar fechado durante cinco anos. Dentro, as portas estão podres e quase caindo, os tacos do piso se soltam com facilidade, e parte da estrutura do teto tá vindo abaixo em todas as salas. A fiação elétrica também está comprometida.

A situação piorou com a enchente de novembro de 2008, quando 1,60 metros de água invadiram a estrutura. Com os estragos deixados pela enchente parte do material usado pelos bombeiros foi perdido. Os recursos do fundo da corporação, o Funrebom, são de R$ 19,5 mil e bancam apenas despesas com água, luz, telefone e compras de equipamentos urgentes.

  •  

Deixe uma Resposta