• Postado por Tiago

O leitor Silva Zaf disse que há alguns meses deixaram no quintal de sua casa uma gata ainda filhote. Zaf acabou adotando o bichinho. Diz que comprou ração, deu muito carinho e cuidou direitinho do animal. Agora tá preocupado com o risco da gata emprenhar. Ele diz que não quer que a bichana embuche porque não vai ter condições de sustentar os filhotinhos. Por isso, o leitor quer saber:

“Em Itajaí, existe o trabalho gratuito de esterilização de animais?”

Ieda Passos, coordenadora do núcleo de zoonoses da secretaria de Saúde de Itajaí, diz que hoje não existe a esterilização digrátis pro povão. Ela disse que o que impede o trampo na city peixeira é a falta de veterinários no quadro de funcionários. “Hoje nós temos dois veterinários trabalhando só no canil e outros dois no núcleo. Pra realizar o serviço de castração teríamos que ter pelo menos mais um veterinário”, afirmou.

A coordenadora do núcleo garantiu que o pedido já foi feito à secretária Dalva Rhenius, da saúde, e assim que o serviço estiver em funcionamento os moradores peixeiros serão avisados.

Ieda fez questão de dizer que todos os animais que estão disponíveis pra doação no canil municipal são castrados ou esterilizados. “Quando a pessoa adota um filhote, que ainda não pode ser castrado, ela recebe um documento pra levá-lo pra fazer a operação quando o animal já tiver disponibilidade”, explica.

  •  

Deixe uma Resposta