• Postado por Tiago

Os moradores da rua João Manoel da Silva, em Cabeçudas, tão indignados com a ameaça de acabar com um dos últimos redutos de mata atlântica do bairro nobre peixeiro. Palmeiras reais, árvores de madeira de lei, como cedro e peroba, guarapuvus e açaizeiros, que atraem centenas de aves, estão ameaçadas de ir pro chón caso se confirme a intenção do proprietário do terreno de 14 mil metros quadrados de fazer uma limpa e construir uma mansão.

Pela informação dos moradores, a área pertence a Sérgio Lenoir, que estaria morando na Suíça, mas tem contatos suficientes em Itajaí pra agilizar o crime ambiental nas barbas da prefa. Avisado pela reportagem do DIARINHO, o chefe de fiscalização e licenciamento da Fundação Municipal do Meio Ambiente de Itajaí, Jonas José Pereira, disse que não há nada no cadastro da fundação autorizando a barbaridade, e que ele estará amanhã bem cedinho no local. “Pode deixar que não vamos deixar isso acontecer”, garantiu.

  •  

Deixe uma Resposta