• 04 nov 2009
  • Postado por Tiago

Enfim, uma boa notícia

A extinção, no Maranhão, da Fundação do senador José Sarney. Para o contribuinte é muito bom, pois o governo não fará mais repasse de verbas para a fundação; mas para os corruptos que desviavam esse dinheiro, é péssimo. O principal objetivo daquela fundação era o de proteger documentos do ex-presidente, os quais deveriam estar no arquivo da Presidência ou em outro órgão oficial.

Fundação Sarney

R$ 500 mil desviados de R$ 1,3 milhão doados pela Petrobras à Fundação Sarney como apoio à cultura. Já vai tarde! O lindo convento centenário, certamente, acabará tendo uma destinação mais nobre e mais útil para o sofrido povo do Maranhão.

Olimpíadas 2016

O Banco Mundial preconizou que em 2016 seremos a quinta maior economia do mundo. Muitos poderão questionar, outros tantos não. Será um salto espantoso; tudo está muito rápido. Será que é possível desencadear a mudança mais importante de toda a história esportiva deste país? Muitas vezes nos definiram erroneamente como sendo um país de Terceiro Mundo, e nos incomodamos. Teremos esta capacidade?

Imagens da violência

Sempre quando se publica uma foto de um cadáver na capa do jornal há reclamações de leitores descontentes. Mas não sei por que tanto drama. A foto em questão retrata apenas a sociedade violenta em que vivemos. Os que reclamam da imagem não querem enxergar a verdade.

Reflexo do Bolsa Família

O emprego formal é praticamente inexistente nos municípios brasileiros do ranking do Bolsa Família. Por exemplo, em Presidente Vargas, no Maranhão, contam-se nos dedos de uma mão empregos com carteira assinada no setor privado. Vale lembrar que a cidade tem 10 mil habitantes e 2.292 domicílios; 1.832 famílias (80%) recebem o auxílio do governo e só quatro pessoas têm emprego com carteira. As informações são do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego, do Ministério do Trabalho.

MST faz o PT arquivar projeto antiterrorismo

Temendo “atingir” o MST e outros “movimentos sociais”, o deputado Eduardo Valverde (PT-RO) retirou da Câmara o projeto de lei sobre o terrorismo no Brasil, que tramitava havia dois meses, propondo “defender a sociedade da violência urbana e inibir ações terroristas”. Na verdade, se acovardou.

MST

Especializou-se em espalhar medo, causar pesados prejuízos materiais às propriedades, provocar danos ambientais irreparáveis, ameaçar de morte funcionários e saquear casas e expulsar as famílias que trabalham nas fazendas. Levantamento feito revela que foram 18 focos de incêndio nos últimos três meses, 654 bois mortos, vários quilômetros de cercas, estacas e barragens destruídas, diversas máquinas roubadas e equipamentos de trabalho destruídos. Tudo isto na maior impunidade. Incompreensível.

O risco da municipalização do ensino

Grandes prejuízos que a chamada municipalização da educação poderá causar nos cofres das prefeituras. O Projeto de Lei Complementar de autoria do Executivo Estadual que prevê essa mudança e está em tramitação na Assembleia Legislativa aumenta o ônus dos municípios e, por esse motivo, não pode ser aceito e nem aprovado.

Audiência pública

Para discutir uma alternativa, a Assembleia Legislativa vai sediar uma audiência pública no dia 25 de novembro. O evento deve reunir prefeitos, secretários municipais de educação, professores, estudantes, dirigentes de entidades ligadas aos trabalhadores na educação e representantes da secretaria de Estado da Educação. Previnam-se.

Deve servir de exemplo

Portadores de deficiência física terão a oportunidade de fazer sua carteira de habilitação em Itajaí. Foi aprovado o projeto de lei que institui a obrigatoriedade dos Centros de Formação de Condutores, sediados no município de Itajaí, a adaptarem pelo menos um veículo para o aprendizado de pessoas portadoras de deficiência. Com a aprovação deste projeto, o portador de deficiência física terá a oportunidade de dirigir seu carro.

Palavras do presidente: Política de combate ao narcotráfico

“Em favelas, quem domina é o tráfico e os criminosos, e combatê-los é algo fundamental, que faz parte do governo do presidente Lula, e nós temos feito isso através da polícia e da infraestrutura”. Queira Deus seja possível.

Palavras do presidente: Política habitacional

“Daqui pra frente, nenhum governo vai ser perdoado se não construir casas para o povo brasileiro”. Irá acontecer?

Palavras do presidente: Projeto Copa do Mundo 2014

“Sabemos que já para a Copa de 2014 teremos pelo menos 500 mil turistas na cidade do Rio e isso demanda infraestrutura, qualificação de mão-de-obra e um grande aprimoramento. Nós já estamos nos preparando. Cuidar do povo brasileiro sempre será a prioridade do nosso governo”. Tomara aconteça.

Palavras do presidente: Projeto Olimpíada 2016

“Os anseios de realizar uma boa Olimpíada em 2016 se somam aos nossos projetos para o país. Nossa grande meta é o desenvolvimento econômico e a inclusão de milhões de brasileiros”. Isto se acontecer, será ótimo.

  •  

Deixe uma Resposta