• Postado por Tiago

O finlandês Kimi Raikkonen fez uma excelente corrida ontem e venceu pela quarta vez o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps, acabando com um jejum de mais de um ano – ele não subia ao alto do pódio desde a Espanha, em 2008. O piloto da Ferrari aguentou a pressão de Giancarlo Fisichella, da Force India, durante toda a corrida. O italiano chegou na segunda posição, no melhor resultado da história da equipe indiana, que nunca tinha sequer pontuado. Sebastian Vettel, da RBR, completou o pódio após uma excelente recuperação. O alemão era o oitavo do grid.

Único brazuca na prova, Rubens Barrichello, que saiu em quarto, mais uma vez teve problemas na largada e ficou parado no grid. Com uma ótima corrida de recuperação, Rubinho conseguiu levar sua Brawn GP à sétima posição, mesmo com um vazamento de óleo em seu motor Mercedes nas últimas voltas. O piloto foi forçado a diminuir o ritmo e abandonar a luta com Heikki Kovalainen pela sexta posição, mas conseguiu os dois pontos. Rubinho chegou com seu carro pegando fogo e teve que sair rapidinho pra não se queimar.

O brasileiro é o segundo colocado do campeonato e perdeu uma excelente chance de se aproximar muito de Jenson Button, seu companheiro na Brawn GP, que lidera a bagaça. Com a sétima posição, ele reduziu a desvantagem pra 16 pontos – 72 a 56. “É decepcionante, porque você sabe que eu estava 26 pontos atrás há duas semanas e agora tenho 16. Estou reagindo. Poderia ter marcado mais, mas com o problema de motor no fim da prova, tivemos sorte por terminar em sétimo. Rezei tudo o que eu sabia”, falou Rubinho.

  •  

Deixe uma Resposta