• Postado por Tiago

Um crime misterioso marcou a noite de segunda-feira no bairro Imaruí, em Itajaí. Um rapaz de cerca de 30 anos foi assassinado com um tiro certeiro na cachola, no meio da rua Pedro Teixeira de Mello. A bala acertou o olho do cara, que já caiu morto.

A treta rolou por volta das 20h. Populares ouviram o pipoco na rua e deram um alô pros milicos, que chegaram lá e não acharam nem sombras do matadô. Os socorristas do Samu foram chamados pra tentar salvar a vida do rapaz, mas não tinha o que ser feito: o coitado morreu na hora. O corpo foi levado pro instituto Médico Legal (IML) de Itajaí.

Os populares fecharam o bico e não revelaram nada à polícia Militar. Os meganhas não sabem como era o assassino e nem pra onde ele fugiu. Tiras da 2ª depê também pintaram na rua e farão um relatório do que conseguiram apurar. O caso será repassado à central de Operações Policiais (COP), que investigará o quinto assassinato do ano em Itajaí.

Sem identificação

A vítima não carregava documentos e, por enquanto, nenhum parente pintou no IML pra reconhecê-lo. Os técnicos de necropsia informam que o rapaz tinha uma tatuagem com o rosto de uma mulher no braço.

Além deste coitado, outras quatro pessoas já foram pra terra dos pés juntos este ano na city peixeira. Samuel dos Santos, 17, foi o primeiro a morrer, logo após a virada de ano, no Dom Bosco. Na semana passada, no dia 20, um rapaz de cerca de 20 anos, foi executado com 24 tiros na rua Telêmaco de Oliveira, no loteamento Brejo, no bairro Cordeiros. Vanderson da Silva Santos, 19, morreu cheio de balas na noite de sexta-feira passada, no São Vicente. E Gilmar Dorneles da Silva, 40, aumentou a lista de mortes violentas. Ele foi morto por uma bala perdida sábado, também no São Viça.

  •  

Deixe uma Resposta