• Postado por Tiago

Família que coitado morreu para pagar díivida com o crime do irmão preso

A semana começou manchada de sangue em Camboriú. Luciano Zeferino foi encontrado morto com um balaço na nuca na subida do morro do inferninho, na rua Clemente Felipe Duarte, no bairro Cedros. Pra polícia, o rapaz foi assassinado quando ia pra um mocó fumar uma pedra do demo. A mana do rapaz acredita que o crime possa estar relacionado com bronca do outro irmão que está enjaulado.

A manhã tava nascendo quando o povão saiu de casa pra trampar e encontrou o rastro de sangue na subida do morro do inferninho. Seguiram as marcas e deram de cara com Luciano caído no meio da trilha com um tirombaço na nuca. O cara já tava morto e não tinha mais nada o que fazer.

A polícia militar e a equipe de investigação da polícia civil deram as caras no local. Deram um bizú na área, mas não encontraram nada que pudesse levar à identificação do bandido que cometeu o crime. O corpo foi recolhido pela funerária e encaminhado pra perícia do Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú. Os técnicos do IML tiveram que pedir ajuda à funerária, porque o rabecão do instituto tava com problemas.

Pro delegado Fábio Osório, Luciano foi morto quando caminhava na trilha que dá num mocó usado por viciadinhos pra fumar uma pedra do capeta. O dotô acredita que o rapaz tava sinfiando no matagal pra usar a porcariada e deve ter sido mandado pra terra dos pés juntos por um camarada que também é usuário da droga. ?Parece que ele vendia e também usava a droga. Tudo indica que ele estava indo lá pra cima quando recebeu o tiro na nuca?, explica o delegado.

O antro fica bem no meio de um matagal na subida do morro. Por lá há roupas, aparelhos eletrônicos e restos de latas e garrafas que são usados pelos viciados como cachimbo pra usar o crack.

Com lágrimas nos olhos, a irmã de Luciano, J.Z., 17, não descarta a possibilidade do mano ter sido morto num acerto de contas da bandidagem. Ela disse que o irmão morava com a mãe, na rua do Empreendedor, e volta e meia saia à noite pra aprontar o que não devia. ?Sei que ele estava envolvido com esses tráficos, andava usando por aí?, admitiu.

A moçoila ainda arrisca dizer que Luciano pode ter sido morto por broncas do outro irmão, Juliano Zeferino, que foi em cana há uns seis meses depois de cair por tráfico de drogas. A equipe de investigação da polícia civil assumiu o caso e tenta identificar o assassino do rapaz.

Reforço pra quê?

O crime rolou três dias depois de Camboriú receber o reforço de 30 milicos e policiais civis que sijuntaram pra combater a bandidagem que tem deixado os índices de violência nas alturas. A city é recordista do estado no número de assassinatos. De 2007 pra cá, o índice foi de 74,9 mortes pra cada 100 mil habitantes, segundo relatório do governo da Santa & Bela.

O delegado da capital da pedra, Fábio, explica que os assassinatos não são necessariamente combatidos pelo reforço policial. Ele lembra que a polícia não pode sinfiar em tudo quanto é mocó pra impedir a ação da bandidagem. ?Algum policial vai ficar aqui em cima??, questiona referindo-se ao isolado morro onde o corpo de Luciano foi encontrado. ?Isso é um problema social que não pode ser combatido apenas pela polícia. É preciso que haja consciência de toda a população?, disse. Pelas contas do dotô Fábio, no último fim de semana os crimes, de uma forma geral, foram inibidos pelo aumento no número de tiras que sispalharam pelas regiões mais barra pesada da city.

  •  

2 Respostas to “Rapaz é assassinado no morro do inferninho de Camboriú”

  1. belquiz Diz:

    A verdade é que o problema que está acontecendo em Camboriú, já é uma consequência de muitos anos atrás, acredito que desde a emancipação de Balneário Camboriú, e não com uma foça tarefa de uma ou duas semanas que irá resolver o problema, a prova é o que está na Capa do jornal de hoje, e o pior é que a população acredita nisso………….

  2. belquiz Diz:

    Posso até estar exagerando um pouco, mas acho que proporcionalmente Camboriú está quase no mesmo índice de violência da cidade do Rio de Janeiro. Será???????????????

Deixe uma Resposta