• Postado por Tiago

Por pouco não termina em morte uma briga em frente a uma casa de swing, onde rolam aquelas surubas de troca de casais. Elcio da Silvafoi esfaqueado depois de discutir com um companheiro de trampo da Liberty Club, que fica na rua Dom Francisco, no bairro Vila Real, no Balneário Camboriú. O crime rolou na madrugada de ontem.

A polícia militar informa que Elcio, que é manobrista, se pegou aos tapas com um parceiro de trabalho que fazia o serviço de flanelinha, no estacionamento do ralacochas. Os dois funcionários se encresparam tão feio que no meio do arranca-rabo o flanelinha sacou uma faca e sem dó nem piedade, fez nove furos em Elcio. O valentão acertou o bucho e ainda cortou o braço do muy amigo.

O pessoal que tava por lá botou Elcio dentro do carro e o levou pra tratamento médico no pronto socorro do hospital Santa Inês. Ele foi medicado e permanece internado. A galera do hospital não informou qual o estado de saúde e se ele corre risco de morte.

Enquanto rolava o socorro, o agressor tratou de por sebo nas canelas. Os meganhas foram chamados logo depois e uma baratinha fez várias voltas pela região, mas não encontrou nem pistas do pilantra. Quem estava por lá e viu a brigaceira, não quis comentar o que motivou a tentativa de assassinato.

O dono da casa, L. A. P, contou pra equipe do DIARINHO que os dois encrenqueiros estavam do lado de fora da casa noturna quando rolou a bronca. A dupla trabalhava no estacionamento e não tinha acesso ao interior da balada. “Eu não estava lá, mas pelo que fiquei sabendo foi por causa de um guarda-chuva, se não me engano”, conta.

Elcio é funcionário da casa, mas o flanelinha tinha sido contratado há dois meses. “Acho que foi um momento de bobeira”, palpitou. O dono da casa conta ainda que, pra garantir a segurança dos clientes, deixa uns brutamontes na portaria pra revistar cada um que entra na balada e barrar aqueles que portam objetos cortantes.

  •  

Deixe uma Resposta