• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PÁGINA-SETE-r--acidente-em-bombinhas-(1)

Rapazotes resolveram brincar com a morte e não usar capacete

A tarde de ontem começou com uma tragédia pros lados de Bombinhas. Dois garotões de Balneário Camboriú, que comemoravam o aniversário de um amigo, resolveram dar uma voltinha de motoca e acabaram morrendo num acidente feioso. Eles se perderam na estrada, no morro do Atalaia, em Mariscal, e bateram de frente num carango que vinha em sentido contrário. Os dois tavam sem capacetes e não resistiram ao porradaço.

Gustavo da Silva Miguel, 18 anos, e Ariel da Silva Amaral, 19, tinham saído da Maravilha do Atlântico com uma turma de amigos, pra curtir a tarde na praia de Mariscal. Eles tavam comemorando o aniversário de um colega.

A turma tava toda na areia quando, por volta das 13h30, os dois rapazinhos resolveram dar umas bandas na moto do aniversariante, que não teve seu nome divulgado pela polícia. Eles montaram na Honda Twister, placa ARO 9566 (Colombo-PR), e saíram voando baixo. Os meninos resolveram brincar com a morte e não colocaram capacetes.

Eles subiram a rua Aroeira, no morro do Atalaia, deram a volta no topo do morro e desceram a toda velocidade. No meio do caminho, bem em frente à pousada Atalaia, se perderam, e foram parar na pista contrária.

O motora de um Celta prata, que tava subindo, se apavorou quando viu os meninos em cima da cabrita descontrolada. Ele jogou o carro pra cima de um barranco, pra tentar desviar da moto, mas não adiantou. Gustavo e Ariel bateram com tudo no possante e despencaram na chón.

A pancada foi feia e, como os dois tavam sem capacete, tiveram traumatismo craniano e já caíram sem nenhum sinal de vida. Um caminhoneiro que vinha logo atrás e viu toda a desgraça, avisou os bombeiros e a puliça Militar sobre o acidente. Mas quando os vermelhinhos e meganhas chegaram ao local, já não tinha mais nada a ser feito pelos garotos. O motora do Celta, por sorte, não teve nem um lanhado.

Quando perceberam a movimentação de milicos, os amigos dos rapazinhos resolveram ver o que tava rolando e subiram o morro. Eles deram de cara com os coitados estendidos na chón, e bateu o desespero.

O pessoal avisou aos pais dos meninos, que chegaram a tempo de verem com os próprios olhos a tragédia. Os corpos foram recolhidos pelo instituto Médico Legal (IML) do Balneário, e o caso ficou a cargo da puliça Civil, que vai abrir um inquérito pra descobrir exatamente o que rolou.

As informações dos homisdalei são de que Gustavo e Ariel trampavam no Kart Indoor, na Barra Sul. Ontem à tarde, uma das funcionárias do local confirmou que os meninos já tinham trampado por ali, mas não eram mais funcionários da empresa.

  •  

Deixe uma Resposta