• Postado por Tiago

INTERNA-BAIXO-PAG-23---s---figueirense---arbitragem-foto-rubens-flores-24nov09

Trio do apito saiu escoltado do gramado

Com a divulgação pela confederação Brasileira de Futebol (CBF) da súmula do jogo entre Figueirense e Duque de Caxias, que rolou sábado, em Floripa, o time do Estreito pode perder mais do que a vaga na primeira divisão em 2010. O clube corre o risco de perder o mando de campo e ainda desembolsar uma grana se o que foi relatado pelo árbitro Wilson de Souza Mendonça for levado a sério pelos togados do tribunal de Justiça Desportiva.

O árbitro escreveu que, ao fim do primeiro e do segundo tempos, ?os torcedores do Figueirense atiraram contra a arbitragem rolos de papel higiênico molhados, bem como um rádio portátil e uma carteira vazia. Somente não fomos atingidos porque a polícia Militar usou escudos para nos proteger no momento em que entrávamos no vestiário?, dedurou o juizão.

A diretoria do Figueira ainda não se manifestou sobre a lambança.

Fala, Príncipe!

Ontem foi a vez do capitão Fernandes falar sobre a derrota pro Duque e a perda da vaga na série A. ?O que aconteceu foi um campeonato irregular. A gente sempre correndo atrás e no final ter que vencer e torcer por outros resultados. É uma situação complicada. O Figueirense viveu isso nas últimas três rodadas em 2008. Infelizmente aconteceu novamente. Que sirva de lição. Que em 2010 seja diferente?, diz o Príncipe do Scarpelli, que espera permanecer no clube. ?Meu sonho é ficar no Figueirense e realmente fazer história. Devemos conversar sobre isso nos próximos dias. Mas o momento é de tristeza e de pouco sono. Está complicado digerir esta situação?, conclui Fernandes.

O Figueira agora cumpre tabela na última rodada da Segundona. Joga contra o São Caetano na sexta-feira, às 21h.

  •  

Deixe uma Resposta